Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Brasil tem apenas uma representante entre as 135 companhias contempladas pelo Instituto Ethisphere.

Instituição dedicada a estabelecer e difundir padrões de ética empresarial internacionalmente, o Instituto Etisphere divulgou sua lista de 2018 das empresas mais éticas do mundo. Foram 135 companhias reconhecidas, originárias de 23 países e divididas em 57 setores da economia.

Destacam-se empresas mundialmente conhecidas como a fabricante de equipamentos eletrônicos Dell, premiada pelo quinto ano consecutivo, e a montadora de automóveis Volvo, com seu segundo reconhecimento obtido. Entre as de origem brasileira, a Natura é a única a estar presente na lista, mas constam também empresas estrangeiras com grande atuação por aqui, como 3M e AES.

Metodologia

Para medir o nível de ética empresarial nas companhias e chegar à lista das com o melhor desempenho, o Ethisphere desenvolveu um Quociente Ético, que avalia cinco categorias, cada uma delas com peso diferente na nota final: Ética e programa de compliance (responsável por 35% da nota final); cidadania corporativa e responsabilidade (20%); cultura de ética (20%); governança (15%); e liderança, inovação e reputação (10%).

 

Critérios usados no ranking do Ethisphere e os respectivos pesos na nota final (Divulgação/Ethisphere)

 

Esses quesitos são avaliados por meio de questionários respondidos pelas empresas, com questões que são renovadas a cada ano, conforme mudam leis e padrões regulatórios em todo o mundo. Para provar as afirmações feitas, as companhias precisam enviar uma documentação correspondente junto com as respostas.

Lista

Veja quais empresas foram consideradas as mais éticas do mundo nos segmentos ligados à construção, com o respectivo país de origem:

Construção e materiais: Cementos Progreso (Guatemala), Granite (Estados Unidos) e Owens Corning (Estados Unidos).

Maquinaria: Rockwell Automation (Estados Unidos) e Schneider Electric (França).

Energia: AES (Estados Unidos) EDP (Portugal), Iberdrola (Espanha), National Grid (Reino Unido), Next Era Energy (Estados Unidos), NISource (Estados Unidos).

Engenharia e Design: Fluor e Parsons (ambas dos Estados Unidos).

Fabricação Industrial: 3M, John Deere, Johnson Controls, Milliken e Timken (todas dos Estados Unidos).

Logística e Transporte: BDP e Tote (ambas dos Estados Unidos).

Consultoria e Comercialização de Imóveis: CBRE, JLL, Realogy (todas dos Estados Unidos) e Sinyi Reality (Taiwan).

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: