Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Cisternas de polietileno da Acqualimp permitiram aliviar a urgente situação de carência hídrica no sertão nordestino. Veja outras soluções da empresa.

Foram cerca de 350 mil cisternas como essa instaladas pela Acqualimp, levando água aonde ela não chegaria tão cedo de outro modo.
ENTRE 19 E 23 DE MARÇO, O PORTAL GOING GREEN BRASIL CELEBRA O DIA INTERNACIONAL DA ÁGUA (22/3) COM UMA SÉRIE DE REPORTAGENS SOBRE A IMPORTÂNCIA DESTE RECURSO VITAL PARA A VIDA HUMANA E A SUSTENTABILIDADE. FALAREMOS SOBRE QUESTÕES AMBIENTAIS, USO NOS EDIFÍCIOS, GESTÃO HÍDRICA E EMPRESAS QUE OFERECEM SOLUÇÕES INOVADORAS ENVOLVENDO A ÁGUA. CLIQUE AQUI PARA VER OS CONTEÚDOS JÁ PUBLICADOS E AJUDE A PROMOVER O USO SUSTENTÁVEL DA ÁGUA EM TODOS OS MOMENTOS.

Infelizmente, todo o avanço civilizacional, tecnológico e econômico de vinte séculos não foi o suficiente para permitir que todos tenham acesso aos bens mais importantes para a subsistência. A água, o mais básico e vital de todos eles, também é sonho distante para muitos: 40% da população global é eventualmente afetada por falta de água, segundo a ONU. E, conforme o consumo sem conscientização cresce, (a 1% ao ano, segundo a mesma ONU) outro perigo se afigura: secas e cheias podem levar o número de pessoas em situação de escassez hídrica, hoje estimado em 3,6 bilhões, para até 5,7 bilhões em 2050.

O problema é conhecido no Brasil, onde, com uma gestão hídrica pouco coordenada, parte da população sofre durante a estação de seca, em especial no Nordeste. Mas soluções vêm sendo encontradas, e um processo exemplar na busca por amenizar o desequilíbrio hídrico no país foi visto em uma situação emergencial nos últimos anos. Quando, dentro do programa Água para Todos, do governo federal, era necessário encontrar uma alternativa rápida e eficiente para levar água ao Sertão nordestino, foram a Acqualimp e suas cisternas de polietileno que deram conta do recado.

Entre 2012 e 2014, foram nada menos que 350 mil cisternas entregues à população carente pela empresa que faz parte da Rotoplas, um grupo de  origem mexicana. A companhia foi a principal fornecedora do Água para Todos, atendendo todos os estados do Nordeste e ainda Goiás e Tocantins, no Centro-Oeste. Isso graças à eficácia notada nas cisternas, que captam a água das chuvas para que as famílias possam armazená-la e ter acesso a ela nos períodos de estiagem – a capacidade chega a 16 mil litros.

“Imagine que o homem do campo, para fazer sua cisterna, vai levar em média uma semana. Terá vários custos de material e mão de obra. Agora, quando ele tem acesso a um produto que chega pronto, que precisa apenas de uma escavação de 80 centímetros de profundidade para colocar em pé, faz toda a diferença. A gente chega, coloca a calha, tubulação e cisterna, e está pronto”, resume o gerente nacional de marketing da Acqualimp, Carlos Maciel.

A cisterna da Acqualimp

Com essa facilidade, as cisternas podem ser instaladas num período entre três e seis horas – a depender se o buraco para ela já estiver feito. E com a alta durabilidade do polietileno de alta densidade. “Em qualquer projeto de alvenaria, com o tempo ele vai ter fissuras, rachaduras, isso é natural da matéria prima. Mas o nosso produto não. A cisterna é produzida em 40 minutos e tem garantia de 10 anos, mas estamos falando de polietileno que se mantém por décadas”, destaca o executivo.

Com sede em Extrema-MG, a Acqualimp teve na parceria com o governo federal a maior disseminação de uma característica que já era chave na empresa: tratar a água como um bem essencial, principalmente para aqueles que têm mais necessidade. Para incentivar práticas semelhantes e o consumo responsável da água, foi lançada pela empresa a plataforma “Água, cuido porque amo”. E, nos 18 anos em que a empresa atua no Brasil, diversos prêmios já foram conquistados, em função dessas iniciativas que visam não somente a qualidade, mas também a responsabilidade socioambiental.

Basta cavar o espaço para a colocação da cisterna, e a instalação dura poucas horas.

Combate ao aedes aegypti

Doenças transmitidas por insetos são outro crônico problema no país. Perigo que cresceu quando a dengue deixou de ser a única ameaça, e os vírus zika e chikungunya também cresceram em casos de mortes causadas. Apesar da queda expressiva notada em 2017 – segundo o Ministério da Saúde, foram 83,7% menos casos registrados de dengue, queda de 92,1% na contaminação por zika e 32% no chikungunya entre janeiro e novembro do ano passado, comparados ao mesmo período de 2016 -, as doenças ainda não ficaram no passado. E sabe-se que cisternas, caixas d’água e outros equipamentos do tipo, se não bem observados, podem se tornar focos de criação do aedes aegypti.

Esse foi outro problema a que a Acqualimp se antecipou, com suas caixas d’água com capacidade entre 300 e 2,5 mil litros. O produto foi equipado com tampa click que veda completamente o recipiente, impedindo que impurezas, insetos, animais e sujeiras em geral se misturem à água; e possui ainda revestimento antibacteriano e antirraios ultravioleta, deixando a água livre de algas, micro-organismos e formação de lodo no interior do reservatório.

 

A caixa d’água limpa da Acqualip: única caixa do mercado que já vem com filtro para limpar a água e válvula boia

“Além de tudo isso, fizemos a caixa branca por dentro para que se possa ver a qualidade da água. A ideia, como em todos os nossos produtos, não é só armazenar a água, mas levar uma solução que trate e proteja a água das pessoas com qualidade e segurança”, aponta Maciel.

Investindo em conhecimento

Há ainda outros produtos, como filtros e acessórios, biodigestores e soluções para o saneamento básico, e para o agronegócio. Todos com a base comum que é a tecnologia de ponta, garantida pela estrutura internacional do grupo Rotoplas. Atuante em 15 países do continente americano, a companhia tem em sua Central de Inovação e Desenvolvimento (CID) a chave para o desenvolvimento de seus produtos.

Apesar da chegada posterior ao Brasil, o complexo em Extrema é o maior da Améria Latina, e o alcance da Acqualimp já chega a 23 estados. Por aqui, a empresa fez parte do primeiro projeto com a certificação LEED FOR HOMES (Construção e Design de Edifícios – Residências), na categoria Prata, fornecendo equipamentos que ajudaram a residência Alphaville Dom Pedro a chegar num patamar de 60% de economia de água. “Foi um projeto todo voltado para sustentabilidade, em que entraram biodigestor, cisterna pra água de chuva e caixa d’água da Acqualimp”, lembra Carlos Maciel.

Postagem patrocinada por Acqualimp. Mais informações sobre os produtos e serviços da empresa, assim como demonstrações de seu uso e dados para contato, podem ser encontrados em http://www.acqualimp.com/.

Total
104
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: