Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Objetivo do Espaço Cuidar, da Unimed Cuiabá, é se tornar autossustentável e diminuir os custos de recursos naturais, como energia e água.

 

Espaço cuidar visa otimizar recursos naturais
Foto: Divulgação/Unimed Cuiabá.

Sustentabilidade e tecnologia andam juntas em novo prédio da Unimed, na unidade situada em Cuiabá, capital do Estado do Mato Grosso. A cooperativa está investindo em soluções sustentáveis para o Espaço Cuidar – edifício voltado para o cuidado e prevenção de doenças – com o objetivo de que o empreendimento se torne autossustentável em um futuro próximo.

Para atingir esta meta, a Unimed Cuiabá aposta na aquisição e instalação de equipamentos e tecnologias que ajudam a reduzir o gasto de água e o consumo de energia elétrica, evitando desperdícios de recursos naturais.

A instalação de placas de captação fotovoltaicas para uso de energia solar visa reduzir o gasto na conta de energia elétrica nos 8.262 metros de área construída do Espaço Cuidar. Segundo o presidente da Unimed Cuiabá, Dr. Rubens Carlos de Oliveira Júnior, “o edifício se tornará autossustentável tão logo seja instalado o parque de placas solares”, uma vez que toda a energia produzida pelo sistema será consumida instantaneamente pelo empreendimento.

“O custo da geração da energia considerando a vida útil dos equipamentos é menor do que o valor pago à concessionária de energia. Isso porque, o valor pago atualmente pela energia elétrica fornecida pelas concessionárias, de R$ 711/MWh, é 507% superior ao custo da geração médio de R$ 140/MWh da energia gerada pelas placas solares”, explica o Dr. Rubens.

Como o sistema não possui acumuladores de energia (baterias), caso o consumo instantâneo seja menor que a geração instantânea, a energia sobressalente será injetada na rede local e convertida em créditos a serem utilizados em até 60 meses. A usina dimensionada terá a geração média de 27.860,00 kWh/mês e potência de 206 kWp.

Já para o aquecimento da água da piscina será feito um sistema de suporte de luz através de energia solar. Além disso, sensores de presença – com apagamento automático da luz de corredores – e elevadores capazes de produzir energia para auxiliar em seu próprio funcionamento também são algumas inovações tecnológicas e sustentáveis que serão utilizados no Espaço Cuidar a fim de reduzir o consumo de energia.

Vale ressaltar que a utilização dos recursos naturais renováveis não será restrita apenas à luz solar, isto porque a água da chuva será captada para reúso na irrigação de jardins, lavagem de pátio e descargas.

“Sustentabilidade do negócio também é investir em tecnologias que trabalham a favor do meio ambiente aliado à economia financeira. Prevenção e cuidado são lemas desta gestão em todos os âmbitos”, diz o presidente da Unimed Cuiabá sobre a sustentabilidade da obra.

Conscientização sustentável

Além das tecnologias instaladas, haverá um programa para a conscientização da sustentabilidade para todos que estejam atuando no Espaço Cuidar. Segundo o Dr. Rubens, o trabalho de conscientização está em fase de elaboração na integração das unidades que vão utilizar o espaço e devem ter início até o final deste ano.

O novo prédio de medicina preventiva da Unimed Cuiabá está ganhando forma. Até setembro de 2018 será finalizada a montagem da estrutura metálica e concretadas as lajes dos sete andares do projeto. Após esta etapa, a obra entra em fase de fechamento com alvenaria, elétrica, pintura, iluminação, colocação de piso, entre outros. O prazo de conclusão do Espaço Cuidar é fevereiro de 2019.

Total
34
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: