Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Criado a partir da comunidade acadêmica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica, projeto visa contribuir para compreensão de métodos e tecnologias em prol da economia ambiental, edificações inteligentes, soluções em água e energia, materiais e processos construtivos.

Projeto Habitas tem movimentado centro acadêmico do ITA
Foto: Divulgação/Projeto Habitas

O Projeto Habitas tem movimentado a comunidade acadêmica do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). O objetivo é alavancar a sustentabilidade na construção civil, a partir da reforma e modernização de duas edificações do campus do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), em São José dos Campos (SP): a Casa Niemeyer e a Casa de Cultura & Sustentabilidade.

O projeto conta com uma série de parceiros do setor público e privado na elaboração dos projetos executivos e na execução das obras, valorizando práticas sustentáveis em reformas na engenharia civil. Vale destacar que o intuito é buscar certificações rigorosas de sustentabilidade da construção civil, como a AQUA-HQE e o Living Building Challenge, ainda inédito no Brasil.

Futuros engenheiros e pós-graduandos do ITA acompanham de perto as reuniões e debates acerca das construções sustentáveis, tendo o Projeto Habitas como eixo dos trabalhos. O grupo ainda é formado por 18 professores, estudantes e ex-alunos da instituição, além de professores das universidades Univap e Fatec. A coordenação é de responsabilidade do professore Wilson Cabral de Sousa Júnior, do Departamento de Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental do ITA.

“Minha formação é em engenharia civil e tinha interesse na área de certificações sustentáveis. Conheci o Habitas e percebi que o projeto todo está voltado ao assunto. Estou aprendendo muita coisa sobre sustentabilidade. A cada dia vão surgindo desafios diferentes. Estou animada em conhecer soluções para ajudar a desenvolvermos uma metodologia própria”, afirma Mariana Chaves, que veio do Ceará para fazer mestrado no Instituto Tecnológico de Aeronáutica.

Mariana participou da visita de parceiros do Projeto Habitas e alunos do ITA ao Centro de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo Saint-Gobain, em Capivari (SP). A unidade – um dos oito centros de pesquisa e desenvolvimento do grupo espalhados pelo mundo e o único no hemisfério Sul – trabalha com soluções inovadoras e sustentáveis para as diversas empresas da companhia no País. Na ocasião, houve encontro com representantes da empresa para debater parcerias.

Além da proposta da estudante, há outros dois projetos de pós-graduação, dois de graduação e quatro de iniciação científica em andamento – todos associados ao Habitas. Os temas abordam aspectos como economia ambiental, edificações inteligentes e monitoramento, soluções em água e energia e materiais e processos construtivos.

Novos projetos

A união em prol do Habitas criou um grupo de estudos interessado no desenvolvimento de soluções sustentáveis em construções e reformas, que já discute novos projetos.

“Todos estão bastante envolvidos com o Projeto Habitas, que propõe novas ideias para a construção civil. A intenção é fazer uma parceria em longo prazo com o ITA, ligada à pesquisa e pós-graduação”, afirma o coordenador, que citou projeto de ecoeficiência em Fernando de Noronha (PE) como uma nova iniciativa do grupo.

“Em parceria com o grupo Enactus ITA, estamos iniciando estudos para substituir a fonte de energia elétrica da ilha, que hoje tem 90% de geração alimentada por óleo diesel”, completa Wilson Cabral.

Parceiros importantes

O Projeto Habitas conta com a participação inicial de diversas empresas, como: Fundação Vanzolini, Otta Albernaz Arquitetos, LarVerdeLar, Conecte Solar, Comfise, Enactus ITA, Natus Garden, My Zeal Design de Interiores, Athena Projetos Executivos, OHL Energia Fotovoltaica, Regavale e Leal Energia.

Também integram a equipe, com aporte de materiais e recursos, a Amanco, Bidim, Wavin, Saint-Gobain, Deca, Hydra, Weg, General Water, Honeywell, Elgin, TecSUS, Litoral Engenharia e BYD. Diversas outras empresas sinalizaram participação e estão analisando sua entrada no projeto.

Saiba mais sobre o Projeto Habitas neste link.

Total
15
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: