Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

O sistema NEC foi escolhido para servir de base para um programa de P&D no arquipélago de Fernando de Noronha. O uso de baterias atrelado à geração solar vai permitir o desligamento de parte dos geradores movidos a combustível diesel.

Fernando de Noronha irá receber novo sistema de geração e armazenamento de energia
Foto: pxhere

Fernando de Noronha (PE) irá receber um novo sistema de armazenamento de energia elétrica com baterias, que deve começar a funcionar a partir do mês de agosto. O sistema será usado em um projeto de pesquisa e desenvolvimento (P&D) para auxiliar no gerenciamento da demanda e confirmação da geração de energia solar do arquipélago. A implantação do sistema também ajudará a reduzir o uso de gerados movidos a combustível diesel, ajudando a preservar o meio ambiente local.

A solução está sendo fornecida pela empresa NEC Energy Solutions (NEC ES) ao Grupo Neoenergia – responsável pela administração da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) –, em resposta a um pedido da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) em 2017.

A instalação do sistema já começou e busca soluções eficientes e eficazes para o armazenamento e gerenciamento da energia gerada ao longo do dia a partir de dois sistemas solares. Atualmente, Fernando de Noronha não possui uma solução capaz de reter o acúmulo do recurso gerado ao longo do dia. O projeto visa encontrar uma forma sustentável e ecológica de substituir a energia gerada pelo diesel, principal fonte de energia na ilha.

“O sistema inclui a plataforma de armazenamento de energia DSS® da NEC com tecnologia de bateria de íons de lítio, além de um conjunto de conversores de energia integrados, todos gerenciados pelo software proprietário da NEC e o sistema de controle de armazenamento de energia (EROS)”, afirma Roberto Murakami, diretor de soluções energéticas da NEC para o Brasil.

De acordo com Carlos Eduardo Ribas, gerente comercial dos Institutos Lactec – que atua como gerente de projeto –, a NEC não foi escolhida apenas pelos atributos do produto DSS®, mas também pela abordagem consultiva da empresa em todos os aspectos do processo que levou a identificação da melhor solução, algo relevante para as necessidades singulares de Fernando de Noronha.

Além disso, a solução de armazenamento distribuído funciona em gabinetes de pequeno porte, o que proporciona mais segurança sem afetar suas características energéticas e as necessidades do projeto.

A plataforma de armazenamento foi desenhada para suportar a criação de serviços avançados no grid e para simplificar a instalação de serviços emergentes com foco em empresas comerciais, industriais e companhias de distribuição de energia elétrica, com o objetivo de otimizar o custo de energia e melhorar sua qualidade. Para as empresas distribuidoras, o benefício é o de suavizar as intermitências geradas pelas fontes renováveis, bem como ajudar no fornecimento de energia durante os picos de demanda.

A plataforma DSS possui capacidade de energia escalável de 85 kWh (quilowatt-hora) a 510 kWh e oferece de 100 kW (quilowatt) a 710 kW em capacidade de potência. Seguindo o padrão internacional, o produto DSS é pré-configurado em fábrica em gabinetes que atendem todos os requerimentos e regulamentos ambientais, com garantia que pode ser estendida por até 10 anos.

“Nossa proposta foi avaliada completamente pela ANEEL e estamos bastante otimistas que será um sucesso. Na verdade, estamos realizando estudos para uma potencial extensão do escopo atual do projeto a ser colocado em prática em uma data posterior”, finaliza José Antonio de Souza Brito, gerente corporativo de P&D do Grupo Neoenergia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: