Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Empreendimento da Valor Real Construção é o primeiro do programa Minha Casa Minha Vida em processo de certificação do selo GBC Condomínio.

Edifício popular da Valor Real Construções para o programa Minha Casa Minha Vida busca selo verde
Foto: Divulgação/Valor Real Construções

O Pinhais Park, empreendimento da Valor Real Construções, é o primeiro residencial popular do programa Minha Casa Minha Vida em processo de certificação pelo selo GBC Condomínio, concedido pelo Green Building Council Brasil para casas e condomínio residenciais que atendem critérios rigorosos para a adoção de práticas sustentáveis.

O empreendimento será realizado em Pinhais, região metropolitana de Curitiba (PR), e terá 136 unidades divididos em duas torres. A edificação cumpriu os requisitos necessários para iniciar o processo de certificação e promete adotar conceitos sustentáveis em todas as etapas de construção e funcionamento.

Para Marcelo Lage, sócio da Valor Real Construções, a iniciativa foi um grande desafio para a construtora, especialmente devido ao pioneirismo em relação a sustentabilidade em projetos que fazem parte do programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. “O selo GBC Condomínio é um desafio e aprendizado ao mesmo tempo. Será a oportunidade de entregarmos algo que contribua diretamente para um mundo sustentável e impacte na vida da cidade e dos moradores”, diz.

Inovação

Vale destacar que os selos GBC Casa e GBC Condomínio seguem o mesmo embasamento da certificação Leadership in Energy and Environmental Design (LEED), concebida pelo U.S. Green Building Council. A diferença está no enfoque da aplicabilidade, voltada para o território nacional. Conquistar a certificação é uma prova da competitividade do empreendimento diante de desafios ambientais, desenvolvendo características como inovação, gestão ambiental e responsabilidade social.

“O Pinhais Park reúne alguns atributos bem interessantes para esta iniciativa. O condomínio tem uma área verde de preservação permanente, que já sugere a adoção de práticas de sustentabilidade e respeito ao meio ambiente. E a parceria entre Valor Real, Tecverde e Forte Soluções Ambientais possibilitou este salto, fazendo com que toda a concepção do projeto e soluções empregadas tivesse o alinhamento aos critérios do Green Building Council Brasil”, afirma Marcelo.

Para Eduardo Mattos, coordenador de sustentabilidade da Forte Soluções Ambientais, a iniciativa da Valor Real Construções reforça a ideia que empreendimentos de todos os padrões, inclusive edificações populares, podem adotar práticas sustentáveis. “A certificação GBC Condomínio surgiu no Brasil a partir da necessidade de comprovação da sustentabilidade da construção civil no País, adequada à nossa realidade. Esta iniciativa com o Pinhais Park é muito importante para atestar que podemos alcançar a sustentabilidade mesmo em edificações populares do programa Minha Casa Minha Vida. É uma grande inovação, visto que até então apenas construções de alto padrão buscavam certificação sustentável”, comenta.

Requisitos sustentáveis

As residências e condomínios residenciais que desejam conquistar os selos verdes emitidos pelo GBC Brasil precisam atender a todos os pré-requisitos, itens obrigatórios e uma quantidade mínima de pontos através do atendimento dos créditos, demonstrando um desempenho acima do convencional. A certificação é concedida em quatro níveis – Verde, Prata, Ouro e Platina – para incentivar a busca por maiores resultados e um rápido progresso em direção aos objetivos.

O Pinhais Park Residence está em fase de desenvolvimento dos primeiros estudos técnicos e, no segundo semestre, terá a confirmação dos indicadores quantitativos de sustentabilidade e redução de custos. No entanto, a expectativa é de que alguns benefícios da certificação sejam identificados a partir das seguintes estratégias:

  • Economia de água: instalação de restritores de vazão para torneiras e chuveiros e aproveitamento de águas pluviais para limpeza. Além disso, o uso de espécies nativas no paisagismo contribui para a diminuição na necessidade de irrigação;
  • Economia de energia: utilização de iluminação eficiente e automatizada, evitando que as luzes estejam acesas quando não há presença física no local;
  • Reciclagem de materiais e resíduos: a obra prevê a reciclagem dos materiais e resíduos gerados durante a construção, fazendo a destinação e reutilização correta de cada item;
  • Conforto térmico: o projeto se atentou ao posicionamento dos blocos para o aproveitamento da orientação solar e a ventilação natural entre as torres.

Segundo o sócio da Valor Real Construções, um dos destaques sustentáveis aplicados no empreendimento é o sistema wood frame, que utiliza painéis estruturados de madeira reflorestada. O acabamento pode ser realizado do mesmo jeito que uma construção de alvenaria.

“Graças a parceria com a Tecverde, o Pinhais Park usa o método construtivo baseado em wood frame, que é mais avançado e sustentável se comparado aos métodos convencionais. Isso implica em uma redução drástica do consumo de água na execução do empreendimento – cerca de 90% de economia, redução na emissão de CO2 em até 80% e redução na geração de resíduos de obra em até 85%”, diz Marcelo.

A certificação atesta aos futuros proprietários e moradores que as boas práticas de sustentabilidade estabelecidas pelo GBC Brasil foram observadas e aplicadas no empreendimento. É uma relação em que os dois lados ganham, com vantagens qualitativas e econômicas para os moradores e para a saúde do meio ambiente com a preservação de recursos naturais.

“Estas ações têm impactos na redução do consumo de recursos naturais e, consequentemente, na redução de despesas com água e luz, refletindo em um menor custo de condomínio. As soluções empregadas também trazem melhor conforto término e acústico, uma vez que estes aspectos são avaliados no âmbito da certificação”, finaliza Marcelo.

Total
18
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: