Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Desafio das Cidades pelo Planeta é um projeto internacional capitaneado pela WWF-Brasil, que reconhece esforços de governos locais em prol do desenvolvimento sustentável.

Foto: Prefeitura Municipal de Belo Horizonte/Divino Advincula

Recentemente, no mês de julho, Belo Horizonte (MG) foi escolhida como a campeã do Desafio das Cidades pelo Planeta no Brasil, ciclo 2017/2018. Este é o quarto ano consecutivo em que a capital mineira conquista o lugar de destaque, demonstrando novamente um papel importante e exemplar em políticas por um futuro de baixo carbono.

Há alguns anos a cidade tem atuado no setor de energia – tentando se consolidar como um dos locais que mais investem em fontes renováveis –, articulação de políticas públicas e privadas com o Comitê Municipal sobre Mudanças Climáticas e Ecoeficiência (CMMCE), transporte e gerenciamento de risco.

Para o time de especialistas que analisou as ações e o programa de Belo Horizonte na Plataforma de Registro Climático Carbonn, a cidade surgiu como a clara vencedora no Brasil devido às suas metas de redução de gases de efeito estufa, capacidade de implementação, alocação de orçamento e plano de ação abrangente.

Também foi destacado o engajamento ativo de partes interessadas e forte apoio às opções de mobilidade sustentável dentro da cidade. A ambição e motivação para trazer mudanças reais à capital mineira e aos seus habitantes deu a vitória para Belo Horizonte.

O Desafio das Cidades pelo Planeta é um projeto internacional capitaneado pelo WWF-Brasil – ONG comprometida com a conservação da natureza dentro do contexto social e econômico do País – com apoio do ICLEI – rede de governos locais e regionais em prol do desenvolvimento sustentável – para incentivar e reconhecer esforços de governos locais rumo a um futuro mais verde e justo.

Entre os finalistas deste ano, as cidades de Betim (MG) e Fortaleza (CE) competiram com Belo Horizonte pelo título de campeã. Além disso, figuravam na lista inicial os municípios de Campinas (SP), Curitiba (PR), Joinville (SC), Londrina (PR), Niterói (RJ), Recife (PE), São José dos Campos (SP) e Sorocaba (SP).

Menção honrosa

Parque Ecológico do Rio Cocó, a mais importante área verde e de preservação de Fortaleza
Parque Ecológico do Rio Cocó, a mais importante área verde e de preservação de Fortaleza

Vale destacar que Fortaleza recebeu uma menção honrosa do júri especializado, como reconhecimento do esforço da prefeitura cearense em introduzir projetos e ações sustentáveis no Nordeste.

A cidade relatou 14 projetos e ações no Carbonn, como, por exemplo, planos para ampliar a malha cicloviária, programa para incentivar novas construções civis a seguirem padrões sustentáveis, replantio de árvores e a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico.

“Fortaleza possui um sistema robusto e um plano de ação muito ambicioso. Seu esforço em programas de mobilidade foi muito apreciado”, destacou o júri.

No cenário em que o transporte é o maior emissor de gases de efeito estufa nas cidades pelo mundo, Fortaleza criou o Plano de Ações Imediatas em Trânsito e Transporte de Fortaleza (PAITT), conjunto de estratégias que se propõem a melhorar o tráfego e o transporte público na capital cearense em curto e em médio prazos. A pretensão, aliás, é de se tornar também a cidade mais pedalável do Brasil.

Os vencedores brasileiros do Desafio das Cidades pelo Planeta se juntam aos internacionais para servirem ainda mais de exemplos a outras cidades, mostrando na prática que é possível fazer a diferença.

Fonte: WWF.

Total
6
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: