Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

IMS Paulista e Sesc 24 de Maio estão entre os seis finalistas da edição 2018 do MCHAP. Premiação escolhe os edifícios mais marcantes das Américas. 

Dois edifícios brasileiros estão entre os seis finalistas da edição de 2018 do Mies Crown Hall America Prize (MCHAP), prêmio de arquitetura promovido pelo Illinois Institute of Technology (IIT). O Instituto Moreira Salles (IMS) Paulista – assinado por Andrade Morettin Arquitetos Associados – e o Sesc 24 de Maio – de Paulo Mendes da Rocha e MMBB Arquitetos – estão concorrendo na categoria principal “Obras marcantes”.

Criado em 2013, o MCHAP tem o objetivo de premiar os edifícios de maior relevância das Américas – do Norte, Central e do Sul. Esta edição escolheu, inicialmente, 200 construções realizadas entre janeiro de 2016 e dezembro de 2017. Após a primeira lista, um júri especializado – entre arquitetos, curadores e editores – definiu 31 projetos dos quais foram tirados os seis finalistas.

Entre os critérios de seleção, os seis edifícios se destacaram por apresentarem um conceito complexo e enriquecedor, além de serem totalmente funcionais – para a cidade, a instituição, o bairro, a comunidade e os usuários. Foi feita uma análise cuidadosa de como os projetos se relacionam com os seus ambientes naturais e artificiais, suas paisagens sociais e ecológicas. Outro fator importante para o júri do prêmio foi entender como estes projetos envelheceriam e se adaptariam às mudanças de práticas cotidianas e do seu entorno ao longo dos anos.

O vencedor será conhecido durante uma cerimônia do ITT no mês de outubro e receberá um financiamento de US$ 50 mil para ser utilizado em pesquisas que resultará em uma publicação com o tema “repensar a metrópole”.

Conheça abaixo a lista completa dos finalistas. As descrições – feitas pelo júri do MCHAP – destacam os pontos positivos de cada projeto.

IMS Paulista | Andrade Morettin Arquitetos Associados | São Paulo, Brasil

IMS Paulista entre os seis finalistas da edição 2018 do MCHAP
Foto: Nelson Kon

Este edifício cultural – com galerias, biblioteca e cinema – na icônica Avenida Paulista de São Paulo, traz a experiência do espaço público para sua estrutura.

Sesc 24 de Maio | Paulo Mendes da Rocha e MMBB Arquitetos | São Paulo, Brasil

Sesc 24 de Maio entre os seis finalistas da edição 2018 do MCHAP
Foto: Nelson Kon

No coração do denso, mas frágil, centro histórico de São Paulo, esta instituição oferece instalações de lazer, esportes e de saúde – incluindo uma piscina na cobertura – para membros de sua associação, todos conectados por uma generosa rampa que passa pelos onze pavimentos.

Edifício E, University of Piura | Barclay & Crousse Architecture | Piura, Peru

Edifício E, University of Piura
Foto: MCHAP

Situado dentro de uma paisagem de savana no norte do Peru, este novo edifício universitário cria uma rede compacta e complexa de salas de aula interconectadas, escritórios e espaços abertos projetados especificamente para acomodar alunos de origens desfavorecidas.

Museu Smithsonian de História e Cultura Afro-americana | Freelon Adjaye Bond e Smith Group | Washington, EUA

Museu Smithsonian de História e Cultura Afro-americana
Foto: Brad Feinknopf

Respondendo com dignidade ao Monumento de Washington e às estruturas históricas vizinhas, as telas inclinadas de cobre deste novo museu abrigam uma experiência profunda e de múltiplos níveis para os visitantes deste local de peregrinação à cultura afro-americana.

Centro Cultural Teopanzolco | Isaac Broid + PRODUCTORA | Cuernavaca, México

Centro Cultural Teopanzolco
Foto: Jaime Navarro

Adjacente a uma pirâmide pré-hispânica, os telhados inclinados deste novo centro cultural cor de areia incluem um auditório de 800 lugares e espaços de performance, oferecendo vistas do local histórico e da cidade.

True North | Edwin Chan e EC3 | Detroit, EUA

True North
Foto: Chris Miele

O uso inovador de estruturas industriais de aço galvanizado cria uma sequência de espaços internos e externos dinâmicos que oferecem acomodação acessível a uma nova geração de pioneiros urbanos nas frágeis comunidades de Detroit.

Fonte: Illinois Institute of Technology.

Total
1
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: