Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Certificação GBC Condomínio atesta que todos os pré-requisitos estabelecidos na fase de projeto foram, de fato, adotados no estabelecimento residencial.

Incorporadora AG7 é responsável pela construção do novo empreendimento sustentável.
Incorporadora AG7 é responsável pela construção do novo condomínio sustentável. Foto: Divulgação/Ícaro

O Ícaro, empreendimento residencial da incorporadora AG7 situado em Curitiba (PR), se tornou o primeiro do País a conquistar o selo GBC Condomínio na categoria Gold para a etapa de projeto. O selo – bem como o GBC Casa – é concedido pelo Green Building Council Brasil para condomínios residenciais e casas que cumprem rigorosos critérios de práticas sustentáveis.

A certificação atesta o comprometimento em ser uma construção verde de alta qualidade e inovadora. Durante a fase de obras, o empreendimento atendeu todos os pré-requisitos que haviam sido relacionados na fase de projeto – tais como eficiência energética, geração de energia, eficiência hídrica, parâmetros de localização, preservação ambiental, arquitetura bioclimática e atendimento às normas de desempenho –, seguindo as diretrizes estabelecidas no guia de referência da certificação do selo GBC Brasil Condomínio. “Os projetistas foram orientados a cumprir os requisitos necessários para obter a excelência na certificação GBC”, afirma Felipe Rangel, arquiteto da AG7.

As medidas sustentáveis implementadas no Ícaro garantem maior eficiência dos sistemas e redução de desperdícios, o que reflete diretamente na durabilidade e necessidade de manutenção do empreendimento. Para o meio ambiente, a sustentabilidade de um projeto como este garante a menor exploração de recursos naturais e eleva o padrão do mercado de construção civil. Entre os destaques sustentáveis do residencial, estão:

  • Conforto térmico dos ambientes, resultado da sinergia entre paredes espessas com isolamento;
  • 15% do total construído são de área verde. Incluindo uma laje jardim;
  • Vidros de alta tecnologia;
  • Grande aproveitamento de ventilação natural;
  • Iluminação natural quatro vezes maior se comparado a empreendimentos convencionais;
  • Geração de energia renovável para as áreas comuns a partir de painéis fotovoltaicos instalados no topo das torres;
  • Aproveitamento direto de águas pluviais para irrigação das áreas verdes do empreendimento e limpeza de áreas comuns;
  • Irrigação automatizada, evitando desperdício de recurso natural;
  • Vagas para carros elétricos;
  • Lareira ecológica nas casas suspensas;
  • Respeito ao entorno com a incorporação do bosque vizinho tombado e árvores protegidas ao paisagismo do empreendimento.

Os indicadores de desempenho revelam o potencial de sustentabilidade do Ícaro:

  • 34% de redução do consumo de energia em áreas comuns e 20% no total do empreendimento;
  • 23,8% de redução do consumo de água em áreas comuns e 13,4% no total do empreendimento;
  • 27% de redução do consumo de ar-condicionado em áreas comuns e 20,15% em áreas privativas;
  • 15% de geração de energia fotovoltaica em áreas comuns;
  • 14% de redução do consumo de gás.
Ícaro é o primeiro do País a conquistar o selo GBC Condomínio para a etapa de projeto.
Ícaro é o primeiro do País a conquistar o selo GBC Condomínio para a etapa de projeto. Foto: Divulgação/Ícaro

“A operação prevê um consumo quase 35% inferior de energia e cerca de 30 % inferior de água quando comparamos com um empreendimento convencional que simplesmente segue as normas técnicas. Isso garante um menor custo operacional, que é repassado aos proprietários como tarifa de condomínio. Em termos sociais, a auditoria do selo GBC garante que todos os colaboradores trabalhem formalmente e sejam capacitados durante a obra, para conhecimento das diretrizes sustentáveis que devem ser seguidas”, explica Felipe.

O impacto positivo para os futuros moradores do Ícaro vão além do benefício financeiro. O selo GBC Condomínio promove o bem-estar de todos os usuários, assegurados por quesitos de qualidade ambiental interna. “São cuidados que contribuem para a salubridade do ambiente ao longo de sua ocupação”, diz Felipe. Para o arquiteto, o conceito de sustentabilidade vai muito além. “Acreditamos que sustentabilidade é principalmente desenvolver um empreendimento que converse com o entorno, com uma insolação bem pensada e com o melhor conforto acústico”, completa.

Vale destacar que os proprietários das unidades receberão manuais de sustentabilidade explicando detalhadamente cada quesito abordado no projeto.

Conceito arquitetônico

15% do total construído são de área verde. Foto: Divulgação/Ícaro

O Ícaro é um residencial que adota o conceito de casas suspensas e de uma arquitetura integrada ao paisagismo, valorizando as áreas verdes que ladeiam os edifícios em toda a sua altura. O terreno de 4 mil metros quadrados ainda tem como conceitos-chave o aproveitamento do espaço, a incidência do sol nos apartamentos e a privacidade de cada unidade.

O empreendimento foi projetado para oferecer a máxima qualidade de vida aos seus moradores, por isso, os apartamentos se aproximam muito, pelo espaço e pela distribuição, do projeto de casas. Dentro desse conceito de casas suspensas, as plantas das unidades são quadradas, com terraços muito grandes que realçam esta proposição inovadora.

Segundo Felipe Rangel, arquiteto da AG7, o projeto foi pensado para trazer consigo o conceito de produzir um empreendimento com características presentes nas casas de luxo mais desejadas do Brasil e do mundo, como atemporalidade, personalidade, horizontalidade, brasilidade, privacidade, naturalidade e minimalismo. “Todos os conceitos citados estão presentes no Ícaro. A brasilidade se faz presente em cada linha do projeto, tornando-o um verdadeiro empreendimento com casas suspensas com seus exuberantes jardins. Um projeto completo, original e com o melhor do design”, afirma.

Para ele, a obtenção do selo GBC Condomínio agrega um valor imenso ao empreendimento que, desde o início, busca conforto e excelência em todos os âmbitos. “O Ícaro já é um marco para a arquitetura contemporânea e agora se torna ainda mais referência para outros projetos no Brasil”, conclui.

Ao final da obra, a expectativa é de que o estabelecimento residencial também receba a certificação na etapa de obra. A previsão de entrega do empreendimento é em fevereiro de 2019.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: