Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Presente no Brasil desde 2014, Litro de Luz já beneficiou mais de 10 mil pessoas com soluções sustentáveis que geram energia solar fotovoltaica.

Organização leva luz solar à comunidades carentes
Litro de Luz está presente em 21 países. Foto: Divulgação/Litro de Luz

Você já ouviu falar do Litro de Luz? A organização global desenvolve soluções sustentáveis e sociais para combater a falta de iluminação em regiões carentes do Brasil e de todo o mundo. Presente em mais de 21 países, o projeto – conhecido no exterior como Liter of Light – já recebeu, inclusive, importantes premiações como o World Habitat Awards, da ONU, e o Zayed Energy Prize, considerado o prêmio Nobel de Energia Sustentável.

O Litro de Luz foi criado em 2011 nas Filipinas a partir de uma tecnologia desenvolvida pelo mecânico brasileiro Alfredo Moser que, em meados de 2002, instalou uma lâmpada artesanal em seu telhado feita a partir de garrafa PET, água e água sanitária que funciona por meio da refração da luz solar. A solução tem uma intensidade de cerca de 60 watts e não emite CO2. A ideia se espalhou e hoje é responsável por promover energia solar em diversos lugares do mundo.

O Litro de Luz chegou ao Brasil em 2014 e, desde então, tem levado iluminação para comunidades que sofrem com a falta de iluminação pública. Já são mais de 10 mil pessoas beneficiadas com a instalação de mais de 1.500 soluções – entre postes externos e lampião pra ambientes internos e externos –, em mais de 20 ações realizadas em cerca de 70 comunidades carentes.

Parceria em São Paulo

Solução desenvolvida pelo Litro de Luz para comunidades carentes
Poste é feito com garrafa PET, painel solar, bateria, LED e canos PVC. Foto: Divulgação/Litro de Luz

Em 2018, a instituição já instalou 30 postes e 600 lampiões até o momento. Recentemente, o Litro de Luz fechou uma parceria com a Eletropaulo, em São Paulo, para o projeto “Iluminando a Comunidade”, que realizou a sua primeira edição em São Bernardo do Campo.

A segunda edição – que acontece em 1º de setembro – vai levar 20 postes movidos à energia solar a comunidade Boulevard da Paz, localizada no bairro do Campo Limpo. O poste é feito com garrafa PET, painel solar, bateria, LED e canos PVC, gerando iluminação por meio de energia solar fotovoltaica. A estrutura possui um circuito que acende e apaga a luz de acordo com a claridade do ambiente.

Resolver o problema de falta de luz nas ruas e casas da região pode facilitar muitas atividades cotidianas, além de elevar a segurança. “Buscamos aumentar a qualidade de vida das famílias e oferecer a oportunidade para que a comunidade possa estudar à noite, acordar mais cedo para ir trabalhar, socializar com a vizinhança e as crianças poderem brincar por mais tempo nas ruas”, afirma Laís Higashi, presidente do Litro de Luz Brasil.

Ao todo, cerca de 70 pessoas estarão envolvidas na iniciativa, sendo 40 voluntários da distribuidora e 15 do Litro de Luz, além dos moradores da região. “No caso desta comunidade, alguns locais não têm iluminação pública, como o campo de futebol. Então, ao levarmos iluminação, garantimos segurança e qualidade de vida para a população. Estimamos 350 pessoas beneficiadas”, diz Fabrizio Bopp Panichi, gerente de sustentabilidade da Eletropaulo.

Amazônia

Outra ação recente que merece destaque foi realizada na Amazônia. Em parceria com a Associação de Produtores Rurais de Carauari (ASPROC), o Litro de Luz levou 620 lampiões solares para 53 comunidades ribeirinhas da região Norte do País. A estimativa é que o impacto direto tenha sido de 3 mil pessoas.

Total
4
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: