Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Edição deste ano do Connected Smart Cities incentiva debates para o desenvolvimento mais humano, inteligente e conectado de futuras cidades.

Logo do evento
Connected Smart Cities 2018 é um dos maiores eventos de São Paulo para uma cidade mais conectada. Foto: Connected Smart Cities

A Connected Smart Cities chega a sua 4ª edição nos dias 4 e 5 de setembro, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo (SP), onde reunirá especialistas, governantes, empresas e entidades para apresentar práticas e soluções para o desenvolvimento de cidades mais inteligente, conectadas e sustentáveis. O evento conta com 90 painéis e 300 palestras que serão apresentas em nove palcos simultaneamente.

Realizado desde 2015, o evento vem com a proposta de discutir a importância, os desafios e as oportunidades de se incluir inovação e sustentabilidade na infraestrutura urbana, através da iniciativa privada. O Connected Smart Cities abordará temas como: Urbanismo Sustentável nas Cidades; Cidades Prósperas; Cidades Conectadas; Mobilidade e Acessibilidade nas Cidades; Cidades Empreendedoras; Cidades Resilientes; e Cidades Participativas e Engajadas.

Cerca de 2 mil pessoas são aguardadas nos dois dias, além de um número estimado de 600 reuniões que têm como objetivo a apresentação de empresas e seus negócios e a venda de soluções para uma cidade mais conectada e sustentável.

Comparado ao ano anterior, a Connected Smart Cities chega a 2018 com mais palestra e expositores, além de mais patrocinadores. As ações já vêm apresentando ótimos resultados como, por exemplo, nas cidades de Belo Horizonte (MG) – que implementou soluções inteligentes através do programa “BH Cidade Inteligente” – e de São João da Boa Vista (SP) – por meio do Plano Estratégico “São João 2050” –, ambos trazendo novos rumos para que as cidades se tornem mais conectadas e inteligentes.

Mobilidade urbana

Um dos temas que será debatido é a mobilidade urbana no Brasil. Serão quatro blocos que abordarão os seguintes temas: panorama da mobilidade; tecnologia para mobilidade; investimento para mobilidade e cidades e planos de mobilidade.

Os temas são importantes para debate pelo fato do transporte público ter perdido passageiros para o transporte privado. Nos últimos 20 anos, a demanda caiu 35,6%. Só no ano passado, se comparado o mesmo período de 2016, o abandono de passageiros de ônibus, trens e metrôs foi de cerca de 9,5%. O maior desafio neste embate, será transformar o transporte público novamente em algo promissor e atraente para os habitantes.

Pensando em mobilidade urbana nas cidades, os líderes devem ir além do planejamento e demandar mudanças, buscar investimentos em transportes e trazer algo de boa qualidade, além de veículos menos poluentes que sejam mais sustentáveis e tragam conforte e segurança aos passageiros.

Urbanismo sustentável

O workshop CTE (Centro de Tecnologia de Edificações), em parceria com o Connected Smart Cities, terá como foco as “Estratégias Smart Cities e sustentabilidade em comunidades planejadas. Como torná-las realidade?”. O objetivo é destacar oportunidades relacionadas à economia na implantação, operação e manutenção de empreendimentos urbanos, a partir do uso de tecnologias digitais para os serviços relativos à cidade.

O workshop também trará a oportunidade para apresentar uma nova estratégia de aplicações no desenvolvimento de comunidades planejadas, relacionado a conservação hídrica, eficiência energética, conectividade e infraestrutura verde, além de desenvolver pontos fundamentais em uma comunidade planejada.

Serão apresentados os seguintes painéis: estratégias sustentáveis em comunidades planejadas: oportunidades e desafios; experiências práticas inovadoras de manejo sustentável de recursos hídricos; e muito mais.

Premiação

Prêmio Connected 2017
Troféu dos vencedores ao prêmio Connected de 2017 Fonte: Connected Smart Cities

O evento também conta com uma premiação, no qual qualquer pessoa jurídica pode participar. Para concorrer é necessário ter sede no Brasil e apresentar negócios inovadores e que contribuam para solucionar problemas nas cidades as tornando mais inteligentes e conectadas. Os interessados podem concorrer em duas categorias:

Negócio Pré-Operacional: serviços que ainda não atingiram o break even. Negócios que ainda estejam sendo financiados por investimentos e não por resultado da receita e lucros gerados. Negócios na fase de desenvolvimento.

Negócio em Operação: produtos ou serviço que já tenham gerado alguma receita para a empresa e que estejam disponíveis no mercado.

Acesse o link para saber mais sobre a premiação. Para informações do Connected Smart Cities e a programação completa visite o site oficial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: