Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Complexo Parque Avenida trouxe uma nova visão de sustentabilidade e eficiência para a capital mineira ao conquistar certificação do projeto até a operação.


green yearbook 2018


parque avenida
Foto aérea do complexo comercial do Parque Avenida. Foto: Divulgação/OR

Em 2006, o Condomínio Parque Avenida, empreendimento da OR, foi o primeiro do Estado de Minas Gerais a receber a certificação AQUA-HQE em operação, comprovando, assim, que as soluções sustentáveis implementadas na fase de projetos foram, de fato, adotadas.

O Parque Avenida possui duas torres de nove pavimentos em 52 mil m² de área construída, 668 salas e 40 lojas ao todo. O certificado é válido desde a construção até a operação, ou seja, nas etapas programa, concepção (projeto), realização (obra) e operação (uso) com avaliação na categoria Excepcional.

A sustentabilidade é um grande atrativo para locatários de salas comerciais, que percebem o valor agregado do condomínio para além de questões financeiras. As tecnologias e as ações implantadas viabilizaram a gestão eficiente e diminuíram os custos operacionais das unidades, tornando o empreendimento mais atraente.

Albélio Dias, diretor-executivo de Instalações, explica que o Parque Avenida foi desenvolvido de forma sustentável. “Umas das nossas metas era a implantação de uma usina fotovoltaica, que recentemente foi concluída e já está em operação”.

  • Sítio e construção: Devido ao terreno onde foi implementado, o projeto arquitetônico priorizou um estruturação horizontalizada, uma vez que o limite de altura permitido era de 30 metros para qualquer edifício naquele ponto;
  • Eficiência no uso de água: Para reduzir o consumo de água potável, o Parque Avenida instalou um sistema de aproveitamento de águas pluviais, que é reutilizada para a irrigação das áreas de paisagismo. Vale destacar que o jardim é permeável e conta com um sistema de escoamento da água da chuva, o que traz diversos benefícios para o solo e evita o acúmulo de poças em sua extensão. As salas comerciais também receberam equipamentos eficientes;
  • Energia e atmosfera: O projeto de arquitetura propôs que os escritórios tivessem aberturas para a área externa, aumentando a incidência de iluminação natural e diminuindo a necessidade de iluminação artificial. Também é possível ter uma melhor circulação de ar, reduzindo o uso de ar-condicionado;
  • Gestão de resíduos: A gestão de resíduos foi planejada de forma a facilitar o trabalho de separação, destinação e reciclagem do lixo dos condôminos. Foram implementados depósitos independentes para o descarte correto de materiais recicláveis, não recicláveis e perigosos;
  • Conforto ambiental e saúde: O projeto arquitetônico do Parque Avenida optou por um sistema de esquadrias nas fachadas composta por vidros especiais, que possuem ótimos desempenhos térmico e acústico. Além disso, pisos e paredes também têm um papel importante para garantir o melhor conforto ambiental aos usuários. Estas soluções facilitando a circulação e troca de ar interno, além de minimizar os impactos com ruídos no dia a dia dos trabalhadores.

Park One Ibirapuera

O residencial Park One Ibirapuera foi o primeiro empreendimento da OR a conquistar o certificado AQUA-HQE, garantindo maior conforto aos moradores, operação econômica e respeito ao entorno. O edifício, situado em uma das áreas mais nobres da cidade de São Paulo, abriu caminho para uma nova fase da construtura focada em projetos sustentáveis.

O conteúdo completo desta matéria poderá ser conferido no Green Yearbook 2018 – Certificações e Sustentabilidade no Brasil. Acompanhe o Going Green Brasil para mais conteúdos exclusivos do Anuário nos próximos dias. Para saber como participar envie uma mensagem pelo e-mail info@goinggreen.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: