Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Um dos maiores eventos de água e saneamento do mundo acontece na próxima semana no RJ. Entre os temas, Rio Water Week debaterá o avanço das metas do ODS 6.

rio water week - semana da água no rio
Imagem ilustrativa. Foto: Pixabay/RayMark

A Rio Water Week – Semana da Água do Rio – acontece pela primeira vez no Brasil na próxima semana, de 26 a 28 de novembro no Rio de Janeiro (RJ). A expectativa é reunir cerca de 2 mil pessoas, entre profissionais especializados, acadêmicos, empresas e organizações nacionais e internacionais para debater os desafios do recurso hídrico, políticas públicas, soluções e tecnologias.

O evento – realizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES) – gira em torno de nove temas principais, que servirão como base para as 45 sessões durante toda a programação. “O desafio maior é ir além das fronteiras do nosso Brasil. Queremos trazer para a discussão a universalização dos nossos grandes parceiros internacionais”, ressalta Roberval Tavares de Souza, presidente da ABES.

Já para Carlos Alberto Rosito, vice-presidente da associação e idealizador do evento, é importante destacar a participação relevante das organizações parceiras – quase uma centena – que efetivamente coordenarão os debates, trazendo uma larga experiência para o público.

Confira os temas abaixo:

  1. Água, esgoto e saúde para todos: A escassez de água e esgoto são riscos globais sistêmicos, que impactam condições básicas da população, como saúde pública, educação, empregabilidade e mobilidade social. O tema irá discutir o desenvolvimento e a implementação de modelos efetivos de fornecimento de serviços de água e saneamento.
  2. Governança e planejamento: As conversas à respeito de Governança e Planejamento fornecerão informações sobre diferentes políticas internacionais de recursos hídricos que ajudaram as populações a alcançarem sistemas sustentáveis ​​de água e esgoto com altos níveis de acesso e qualidade desses serviços.
  3. Gerenciamento eficiente: O intuito é mostrar como ações estruturadas dentro da organização conduzem à níveis mais altos de eficiência em médio e longo prazo. Serão debatidas algumas vertentes tais como redução de perdas de água e energia e indicadores operacionais, visando à sustentabilidade econômica e ambiental dos serviços.
  4. Formação e treinamento: A capacitação no setor hídrico é um tópico essencial. Diante de questões complexas a serem resolvidas, é necessário reforçar a educação, capacitação e conscientização do segmento, estimulando a criação de redes de aprendizagem. Ao fortalecer a educação sobre recursos hídricos, é possível aumentar a conscientização sobre como melhor geri-los.
  5. Financiamento: A Rio Water Week espera reunir entidades financiadoras regionais e internacionais, agentes econômicos e especialistas do setor para ampliar a discussão à luz de experiências e lições aprendidas no Brasil e em diversos países, apresentando exemplos, soluções, modelos e arranjos para o financiamento e viabilização de recursos, ferramentas, ações de cooperação, resultados obtidos e desafios para o alcance das metas de 2030.
  6. Monitoramento & reporting sobre o ODS: A Conferência Rio+20, realizada em 2012 no Brasil, estabeleceu as condições básicas para que os Estados-Membros da ONU construíssem coletivamente a Agenda 2030 e os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) O ODS 6 refere-se à “Assegurar a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos”, o qual será abordado a partir de uma visão técnica no evento, apresentando um panorama do andamento das metas e estratégias de monitoramento .
  7. Regulação: A regulação dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário é fator importante na promoção de eficiência e otimização do uso do recurso. É, portanto, uma ferramenta essencial na busca pela universalização da prestação de serviços e o alcance das metas dos ODS 6.
  8. Comunicação e tecnologia da informação: A comunicação – e suas três grandes áreas: jornalismo, publicidade e propaganda e relações públicas – tem papel central na promoção e participação social sobre a temática ambiental e de recursos hídricos por todo o planeta. Como transformar a comunicação em uma ferramenta de sensibilização ambiental sem cair na divulgação institucional pura e simples? Esta é uma das perguntas que serão respondidas durante a programação.
  9. Mudanças climáticas e água: A mudança climática impacta os recursos hídricos disponíveis no planeta, promovendo eventos externos como secas, enchentes, tempestades e aumentando os desafios já existentes em garantir a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos. O tema discutirá como se adaptar aos riscos climáticos, na segurança hídrica e no acesso melhorado à água.

As inscrições antecipadas para a Rio Water Week estão encerradas, no entanto, os interessados podem realizar o credenciamento direto no Riocentro, local do evento. Para mais informações, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: