Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Certificados ou não, hotéis sustentáveis buscam reduzir impacto ambiental tanto na construção do empreendimento quanto na operação de suas atividades.

foto aérea bangalos da serra
Vista aérea do Hotel Bangalôs da Serra, um dos vencedores do Prêmio Braztoa de Sustentabilidade em 2015. Foto: Divulgação/Hotel Bangalôs da Serra

Muitos fatores são levados em consideração no momento de escolher um lugar para se hospedar durante as férias ou em uma viagem a trabalho. Conforto, estrutura, serviços, localização e preço ainda são os itens mais procurados em meios de hospedagem, mas, por que não buscar uma opção mais sustentável?

Empreendimentos hoteleiros estão adotando iniciativas sustentáveis, seja durante a construção seja na sua operação. Hoje em dia os motivos para investir neste posicionamento são diversos, como: economizar custos operacionais; fortalecer a marca no mercado; garantir a fatia neste (ainda) nicho crescente de mercado; e a real conscientização de fazer a sua parte pelo bem do planeta.

Seja como for, é importante celebrar os hotéis sustentáveis que deixam uma impressão positiva e duradoura, afinal, é possível combinar qualidade, conforto e sustentabilidade em um local só. “Encontrar um hotel que combine satisfação pessoal com um impacto ambiental e social positivo eleva ainda mais a experiência para o hóspede”, aponta Gabriela Otto, sócia-diretora da Go Consultoria, especializada nos setores de turismo e hotelaria.

Há um tempo o setor hoteleiro vem lidando com um novo tipo de hóspede – formado principal pela geração dos Millenials –, que espera, acima de tudo, vivenciar novas experiências. Neste sentido, a sustentabilidade – tanto em termos de conscientização do hotel referente à utilização de recursos e produtos quanto na aproximação por meio de atividades com a natureza – pode ofertar uma experiência única e, ainda, não tão usual aos visitantes.

“Se agregarmos a popularidade das práticas ecologicamente corretas com a crescente preocupação ambiental, entenderemos porque os hotéis sustentáveis vêm ganhando cada vez mais admiradores. Não à toa, de acordo com o TripAvisor, 25% dos americanos estão dispostos a escolher hotéis eco-friendly”, diz Gabriela. Contudo, a especialista ressalta que na teoria e nos percentuais de pesquisas é bonito dizer que a estrutura sustentável é um fator importante na decisão, no entanto, na prática, o caminho a se percorrer ainda é longo.

Turismo sustentável

O turismo é visto como um dos setores mais propícios para o desenvolvimento sustentável, afinal, além de impulsionar a roda econômica da região, também pode ajudar a preservar o meio ambiente e as características socioculturais das comunidades locais.

Para reconhecer as iniciativas feitas por diversos players do setor – entre eles, os meios de hospedagens –, a Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) promove desde 2012 o Prêmio Braztoa de Sustentabilidade. Em parceria com o Ministério do Turismo, a entidade apresenta todos os vencedores do prêmio no mapa Turismo Sustentável no Brasil: Iniciativas Premiadas. O usuário tem acesso às informações e imagens de cada iniciativa dividida geograficamente e por edição.

Foto: Divulgação/Hotel Bangalôs da Serra.

O Hotel Bangalôs da Serra – situado em Gramado (RS) – foi um dos vencedores do prêmio na edição de 2015. Entre as ações sustentáveis adotadas estão: instalação de redutores de vazão de água e tanque de aproveitamento de água de chuva; troca de lâmpadas econômicas e TVs por LED, ar-condicionado com a tecnologia Inverter, geração de energia solar, eólica e hidráulica, aquecimento solar, economizadores de energia; implantação de lixeiras de coleta seletiva e compostagem, melhor comunicação, reduzindo em 40% a geração de lixo; diminuição do consumo de óleo diesel em 50%; utilização de produtos de higienização e limpeza biodegradáveis; entre outros.

“A economia sem considerar os investimentos é de aproximadamente R$ 3 mil por mês, mas o tempo de retorno dos investimentos é alto, cerca de 10 anos”, diz Marilu Kern, sócia-gerente do Hotel Bangalôs da Serra.

Segundo a executiva, algumas ações já nasceram com o empreendimento – como a horta, o pomar, a roça, preservação das árvores nativas da região – e, ao longo dos anos, outras foram sendo implementadas. “Não existe plano B para o planeta. Então, sempre procuramos fazer a nossa parte e divulgar o que fazemos para que outras pessoas e empresas adotem a ideia e tomem iniciativas semelhantes ou complementares”, afirma Marilu.

As ações acabam sendo importantes para o bom gerenciamento e funcionamento do hotel, que ganha em eficiência e motivação de seus colaboradores – em troca, estes também têm um ganho com a educação sustentável, levando para as suas casas muito do que veem no local de trabalho. Além disso, também proporciona uma maior visibilidade do empreendimento, o que pode resultar em mais hóspedes.

hotéis sustentáveis apostam em ações que impactam positivamente o meio ambiente e a gestão operacional
Situado em Gramado, hotel possui captação de energia solar fotovoltaica. Foto: Divulgação/Hotel Bangalôs da Serra.

Vale ressaltar também que incluir atividades que proporcionam a interação do hóspede com a natureza é fundamental para criar uma imagem positiva mais duradoura. O Bangalôs da Serra, por exemplo, possui atividades e oficinas como observação de aves, jardinagem, cultivo de hortas orgânicas, entre outras, que ajudam a desenvolver uma conscientização e educação ambiental maior em seus visitantes.

A comunicação efetiva faz toda a diferença para a divulgação das ações realizadas pelos hotéis sustentáveis. No Hotel Bangalôs da Serra os hóspedes são orientados pelos funcionários já no check-in para realizarem a separação do lixo, por exemplo, além de receberem um informativo com todas as iniciativas sustentáveis.

“Hoje, pode-se afirmar que cada vez mais os visitantes percebem as ações do hotel visando à sustentabilidade em seus três eixos: social, ambiental e econômico, valorizando e lavando para suas casas e seus relacionamentos os conceitos e procurando divulgar e participar. Temos várias placas indicativas instruindo e informando nossas ações, elegemos uma mascote para chamar mais atenção das crianças e estas por sua vez influenciam os pais”, comenta Marilu.

Gestão eficiente

Foto: Divulgação/Rio Quente Resorts

Estas práticas sustentáveis ajudam o turismo e a hotelaria a se perpetuarem para as futuras gerações, agregando valores e experiências positivas. O cliente se preocupa e se interessa em saber o que tem sido feito para preservas as belezas naturais de cada região.

O Rio Quente Resorts, em Rio Quente (GO), é um dos resorts mais prestigiados do Brasil e, com tamanha exposição, não poderia deixar de incorporar práticas sustentáveis. Entre as ações, destacam-se uso consciente da água, eficiência energética, gestão de resíduos, construção sustentável, redução dos gases de efeito estufa e reflorestamento.

“Práticas sustentáveis fazem parte da nossa estratégia de ser uma empresa do bem e assegurar o menor impacto ambiental possível na utilização dos recursos naturais. Tanto é que a natureza é um dos valores da empresa e está internalizado no planejamento estratégico”, afirma Neide Gonçalves, assessora de experiência meio ambiente da Aviva – holding que detêm a marca Rio Quente Resorts.

Como não poderia deixar de ser, as iniciativas também impactaram positivamente a operação do empreendimento, que, hoje, utiliza de maneira mais sustentável os recursos naturais, reduz os impactos no meio ambiente decorrente de suas atividades, diminui custos mensais, entre outros benefícios.

“Já tivemos a certificação ISO 14001, mas optamos por gerir o sistema de gestão ambiental com a experiência adquirida nos seus mais de 16 anos de certificação, além de expandir o olhar para novas experiências em práticas socioambientais. Estamos em busca de inovação”, diz Neide.

Veja também: Complexo hoteleiro em Holambra visa certificação AQUA-HQE.

Para Gabriela Otto, é preciso engajar e criar experiências positivas para que os hóspedes percebam o trabalho que está sendo realizado e o posicionamento dos hotéis sustentáveis. Desta forma, o objetivo será alcançado em sua total plenitude, propagando de maneira positiva os bons exemplos.

“O posicionamento dos hotéis sustentáveis deve ser vivo, dinâmico e se manter em constante evolução. Mas, é importante lembrar que tudo isso não é suficiente se o empreendimento não se manter contemporâneo, aconchegante, com boa localização, ótima gastronomia e excelente serviço”, finaliza Otto.

Total
60
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: