Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Iman Vila Mariana é mais um empreendimento da incorporadora certificado AQUA-HQE, garantindo conforto aos moradores e economia na operação.


green yearbook 2018


Perspectiva da fachada do Iman Vila Mariana
Perspectiva da fachada do Iman Vila Mariana. Foto: Divulgação/Tarjab Incorporadora.

Entre as principais características do Iman Vila Mariana, empreendimento residencial da Tarjab localizado em um bairro nobre da Zona Sul da capital paulista, é possível citar modernidade, sofisticação, conforto e sustentabilidade. O edifício de uma torre – com um total de 60 apartamentos – recebeu a certificação AQUA-HQE na fase pré-projeto.

Saiba mais: Tarjab se torna Empreendedor AQUA e celebra 35 anos de trabalho

O Iman Vila Mariana teve seu projeto arquitetônico elaborado pelo escritório Rubio & Luongo, que trabalhou em diversos empreendimentos da incorporado que receberam a certificação AQUA-HQE. A consultoria responsável por adequar as soluções de acordo com o referencial técnico foi a proActive, comandada por Ana Rocha Melhado.

Entre as ações implantadas estão: adoção de partido arquitetônico dinâmico nas fachadas, com brises móveis, evitando a monotonia na volumetria da torre e criando um elemento de interesse visual, coerente com o desenvolvimento do entorno; áreas verdes valorizadas a partir do paisagismo; áreas externas acessíveis e com iluminação artificial; coleta seletiva; existência de bicicletário e pontos para recarga de veículos elétricos; e etc.

Veja também: Arquitetos da Sustentabilidade: conheça o escritório Rubio & Luongo

Saiba mais dos diferenciais sustentáveis logo abaixo.

apartamento decorado do Iman Vila Mariana
Imagem do apartamento decorado do Iman Vila Mariana. Foto: Divulgação/Tarjab Incorporadora.

Sítio e construção: Os produtos utilizados são selecionados de acordo com certificações e declarações ambientais, que comprovem a sua qualidade, conformidade às exigências normativas e o compromisso com a sustentabilidade. Outras medidas no canteiro de obras também buscam maior eficiência no consumo de recursos naturais, gestão e valorização de resíduos produzidos na construção e em demolições, comunicação com a vizinhança e ações para minimizar possíveis incômodos.

Eficiência no uso de água: O percentual de economia estimado é de 30% a 40%. Foram instalados aparelhos com dispositivos economizadores e reguladores de vazão, bacias sanitárias com dispositivo de duplo acionamento, torneiras das áreas comuns com fechamento automático e medidores individuais nos pontos de alimentação tanto de água fria quanto quente. Está previsto um sistema de aproveitamento de águas pluviais e de drenagem. O paisagismo priorizou espécies de plantas que se adaptam facilmente ao clima, sem necessitar uma grande quantidade de água.

Energia e atmosfera: O Iman Vila Mariana foi projetado para ter uma redução de 26% no consumo de energia elétrica. Os sistemas e equipamentos especificados possuem níveis de excelente eficiência energética. A busca pelo conforto térmico também gera impactos positivos, uma vez que afeta diretamente a necessidade de utilização de ar-condicionado. Os equipamentos das áreas comuns serão entregues com a etiquetagem Procel nível A. O empreendimento terá um sistema de aquecimento da água através de placas solares com backup a gás.

Veja também: ProActive Consultoria é referência no mercado de certificação sustentável

Gestão de resíduos: O empreendimento reserva áreas de armazenamento corretamente dimensionadas e localizadas para facilitar o fluxo dos resíduos. Dentro dos apartamentos também foi destinado um espaço para armazenamento temporário dos resíduos orgânicos e recicláveis.

Operação e manutenção: Uma operação eficiente de edifício deve ser capaz de prever e facilitar possíveis manutenções ao longo do tempo. Por isso, os sistemas e ambientes projetados já possuem dispositivos que auxiliam os procedimentos. Os usuários e moradores são orientados quanto ao uso e operação correta do condomínio por meio dos manuais do Proprietário e das Áreas Comuns.

Conforto ambiental e saúde: Garantir o conforto ambiental e saúde dos usuários é um dos requisitos mais importantes dos referenciais técnicos do AQUA-HQE. Qualidades térmicas, acústicas, dos espaços, da água e do ar são fundamentais para o dia-a-dia de uma edificação que abriga pessoas durante o dia inteiro. Foi garantida a qualidade sanitária dos espaços a partir de revestimentos resistentes e adequados ao tipo de uso do ambiente. Em relação ao ar, a preocupação deve ser em projetar corretamente o sistema de esgoto, além de garantir boa ventilação natural. Já para assegurar a qualidade da água é preciso realizar a lavagem e desinfecção das tubulações e análise da água antes da entrega nas unidades. Para o conforto térmico foram adotadas medidas como tratamento da cobertura, ventilação natural, utilização de terraços como elementos de proteção solar e especificação de materiais com carga térmica reduzida na composição da fachada e brises móveis.

O conteúdo completo desta matéria poderá ser conferido no Green Yearbook 2018 – Certificações e Sustentabilidade no Brasil. Acompanhe o Going Green Brasil para mais conteúdos exclusivos do Anuário nos próximos dias. Para saber como participar envie uma mensagem pelo e-mail info@goinggreen.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: