Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Público pôde acompanhar a construção da Casa24h in loco. Projeto apostou na construção off-site para melhorar a produtividade e o desempenho da obra.

casa24h
Projeto teve um grande número de visitas durante os quatro dias de feira. Foto: Divulgação/Feicon.

O desafio de construir uma casa em 24 horas dentro da Feicon Batimat 2019 foi concluído com sucesso. A Casa24h, projeto idealizado pela Inovatech Engenharia em parceria com 14 empresas, finalizou seus trabalhos no terceiro dia de evento (11), praticamente seis horas antes do previsto.

O objetivo da Casa24h é claro: provar que é possível acabar, ou ao menos diminuir drasticamente, o déficit habitacional no Brasil. Para isso, a aposta é no conceito de off-site construction – ou seja, uma construção modular a qual é realizada fora do canteiro de obras, em um ambiente adequado para otimizar a produtividade e sustentabilidade. Com os módulos prontos, os elementos são transportados e montados no local do empreendimento.

Segundo Luiz Henrique Ferreira, engenheiro e sócio-fundador da Inovatech Engenharia, o projeto demandou um processo de trabalho intenso: foram oito meses de muito planejamento, mais de 90 horas de reuniões, 30 profissionais envolvidos somente na fase inicial, três montagens prévias do protótipo e inúmeros aprendizados.

“Os desafios foram inúmeros, desde o pessoal que não acreditava que era possível até a questão de manter o planejamento em dia. É um trabalho que envolve, principalmente, parcerias. A Inovatech não é contratante de ninguém, então manter o brilho no olhar de toda a equipe foi fundamental. Nós nos esforçamos para fazer o melhor e tornar a experiência para os visitantes da Feicon algo diferente, além de criar um produto que atenda a proposta de resolver o déficit habitacional brasileiro”, comemora Luiz Henrique após a abertura da casa para visitação dos participantes da feira.

Para ele, um investimento como este se justifica quando se pode pensar que não se trata de uma única casa, mas sim de um caminho para um país como o Brasil, com dimensões continentais e um desafio enorme de ajudar mais de 7 milhões de famílias a terem uma moradia digna a custos acessíveis.

“Esse projeto tem o objetivo de transformar o setor da construção e resolver o déficit habitacional. Mesmo um programa bem-sucedido como o Minha Casa, Minha Vida produziu 2,5 milhões de habitações e não conseguiu reduzir o déficit, porque ainda estamos empilhando bloco. Acredito que possamos levar a casa para a indústria no conceito de off-site construction e fazer a montagem no local. Viemos aqui para mostrar que é possível, se conseguimos fazer dentro de uma feira, podemos transformar a construção do Brasil”, afirma Luiz Henrique.

Confira fotos da Casa24h totalmente finalizada.

Projeto

planta
Planta da Casa24h. Foto: Divulgação/Inovatech.

A Casa24h possui cinco cômodos – sala de estar e jantar; dois dormitórios, banheiro e cozinha –, em uma área de 45 m². O pé direito da casa é de 2,70 m e existe a possibilidade de expansão lateral e vertical, bem como o agrupamento de módulos em edifícios verticais.

Se você ainda está se perguntando como a construção off-site pode funcionar, é preciso considerar as soluções e conceitos aplicados durante todo o processo que foram fundamentais para o sucesso do projeto:

  • Projeto arquitetônico pensado para maximizar espaços, garantir custos competitivos, bem-estar, conforto, saúde e sustentabilidade;
  • Sistema construtivo formado por placas pré-fabricadas de concreto que conferem baixa manutenção, alta resistência e durabilidade para a construção, além de rapidez de execução e zero desperdício de material;
  • Atendimento à norma de desempenho NBR 15575 e à NBR 9050, voltada para a acessibilidade;
  • Simulações do desempenho térmico, lumínico, acústico e energético;
  • Modelagem de todo o projeto na metodologia BIM (Building Information Modelling), incluindo inserção de cronograma de obras dentro do modelo;
  • Ferramentas de Lean Construction usadas na Casa24h, como planejamento por meio de linhas de balanço, atrelado ao balanceamento de mão de obra e à retirada de restrições, o que potencializa a produtividade das equipes de trabalho;
  • Uso da realidade aumentada integrada com a metodologia BIM para a criação do projeto;
  • Avaliação do ciclo de vida de materiais para diminuir a emissão de CO2 na obra;
  • Casa enquadrada em todos nos critérios aplicáveis do Selo Azul da Caixa Econômica Federal;
Inovatech e parceiros
Inovatech contou com 14 empresas parceiras. Foto: Divulgação/Feicon.

“É uma solução totalmente viável, que atende todas às normas de desempenho. Os ensaios foram feitos pela Falcão Bauer, que é nosso parceiro. Este é um protótipo que já foi montado três vezes, sabemos exatamente onde estão os detalhes que devem ser ajustados quando isso sair em escala real”, complementa Luiz Henrique, da Inovatech.

De acordo com Martin Schwark, da Kronan, empresa responsável pelo sistema construtivo em placas de concreto, em todo o projeto é possível enxergar a sustentabilidade. “O operário é melhor pago nessa obra, eles não carregam peso, isso é sustentabilidade do ponto de vista humano, social. A Casa24h se saiu melhor que uma casa de alvenaria em todos os quesitos”, ele diz.

Cronograma

casa24h
Abertura da Casa24h no terceiro dia da Feicon. Foto: Divulgação/Feicon.

A proposta da iniciativa foi montar a casa ao vivo durante a 25ª Feicon Batimat, dividido em três ciclos de oito horas cada.

No primeiro dia foi realizada a estrutura, que ficou pronta em cerca de 2 horas e 40 minutos. A seguir, toda parte elétrica foi instalada em 1 hora e 40 minutos. Por fim, em mais 1 hora o telhado foi concluído. “No primeiro dia a casa já estava coberta e com toda a parte elétrica funcionando”, diz Luiz.

O segundo dia foi voltado para a finalização de pinturas, instalações hidráulicas e ajustes iniciais de instalação de banheiro, vaso sanitário e tudo mais.

O terceiro dia foi para concluir o piso e outros detalhes finais, além de realizar a decoração da Casa24h. “Cerca de seis horas antes do previsto, nós já estávamos com o projeto pronto, só realizando limpeza e colocação do mobiliário”, completa o diretor da Inovatech.

Ainda é cedo para saber se o projeto estará de volta na próxima edição da Feicon Batimat, mas, se depender da fila formada pelos visitantes do evento, a Casa24h já pode ser considerada um dos grandes destaques da feira deste ano.

“Estamos em uma fase de monitorar quais são os resultados que o projeto vai gerar, tanto para a Feicon quanto para todos os parceiros que investiram muitos recursos, tempo e energia, mas, sem dúvida, se o mercado compartilhar esta nossa ideia, em 2020 tem muito mais”, finaliza Luiz Henrique.

Abaixo, veja fotos do processo de construção da casa.

Total
21
Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: