Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Dia da Terra foi criado para promover a consciência sobre o desenvolvimento sustentável. Veja ações realizadas pela ONU, Google e Câmara de SP.

Dia da Terra
À direita, o Vórtice Polar fotografado pelo astronauta Scott Kelly, da Estação Espacial Internacional. Foto: Flickr (CC)/NASA.

Ontem, 22 de abril, foi celebrado o Dia da Terra – ou Dia Internacional da Mãe Terra, como também é conhecido –, data que reconhece a responsabilidade coletiva em promover a harmonia com a natureza e o planeta, a fim de alcançar um equilíbrio sustentável para as presentes e futuras gerações.

A ocasião foi celebrada por diversas empresas, entidades e órgãos públicos no mundo todo. Em Nova York (EUA), a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) promoveu o Diálogo Interativo sobre Harmonia com a Natureza, evento que reuniu delegações nacionais e oficiais seniores para discutir ações urgentes contra o aquecimento global.

Neste ano, a ONU reforçou o compromisso em combater às mudanças climáticas que o planeta vem apresentando no decorrer das últimas décadas. O debate lembrou a importância de manter o aumento da temperatura do planeta bem abaixo dos 2°C até o final do século, conforme previsto pelo Acordo de Paris.

Por meio de sua conta no Twitter, Maria Fernanda Espinosa, presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, disse que cuidar da natureza significa “cuidar das pessoas”. A equatoriana enfatizou a necessidade de respeitar os ciclos de vida naturais e de contribuir com a manutenção da biodiversidade.

“Somos a última geração que pode impedir danos irreparáveis ao planeta e aos seus habitantes. Estamos em uma encruzilhada. Esse é o momento em que decidimos o caminho que queremos tomar, para evitar chegar a um caminho sem volta no aquecimento global. Já sabemos os resultados da inação”, tweetou Maria Fernanda.

Já António Guterres, secretário-geral da ONU, ressaltou que todo dia deve ser uma ocasião para realizar ações climáticas. Ele compartilhou um vídeo da ONU que exibe imagens de devastação ambiental e de fenômenos naturais associados às mudanças climáticas para marcar a data.

Para impulsionar a ambição em ações climáticas e acelerar progressos contra o aquecimento global, no dia 23 de setembro de 2019, em Nova York, será realizada a Cúpula de Ação Climática.

Google aponta para futuro sustentável

O Google aproveitou o Dia da Terra para analisar os seus avanços sustentáveis e projetar o que vem pela frente. Em nota, a empresa afirma que “cabe a nós a responsabilidade de trabalhar para que os nossos produtos e serviços causem o menor impacto possível ao meio ambiente”.

Confira alguns exemplos:

  • Aumento do uso de energia renovável: em 2017, 100% da eletricidade consumida nas operações do Google foi contrabalançada pela compra de energias renováveis – o que representou atingir uma meta estabelecida há cinco anos. Isso significa que para cada unidade de energia que usada naquele ano, foi adquirida uma unidade equivalente de energia de fonte renovável;
  • Atualmente, um data center do Google usa 50% menos energia do que um datacenter típico. Além disso, uma solução adotada ajuda a operar os sistemas de refrigeração, o que já resultou em 30% de economia de energia;
  • O Nest Thermostats – termostato inteligente – ajudou pessoas a economizarem um total de mais de 35 bilhões kWh de energia – o suficiente para abastecer uma cidade com mais de 884 mil habitantes por três anos;
  • Empresas que saem de soluções hospedadas localmente e adotam o G Suite – pacote de aplicativos seguros do Google – registram uma redução de até 85% no uso de energia para TI e nas emissões de CO2.

Para inspirar as pessoas a criarem hábitos mais sustentáveis, o YouTube criou uma playlist com uma série de vídeos de criadores da plataforma, que trazem questionamentos sobre a nossa rotina e dicas do que podemos fazer para ajudar o planeta, desde como poluir menos a consumir mais conscientemente.

Veja também: Ferramenta do Google mostra como ser mais sustentável no dia a dia

Câmara de SP alerta para consumo de copos plásticos

copos plásticos
Órgão já diminuiu 75% dos copos de plásticos utilizados. Foto: Divulgação/Câmara de SP.

A Câmara Municipal de São Paulo inaugurou uma instalação em celebração ao Dia da Terra para conscientizar os cidadãos sobre o impacto do uso de plástico no meio ambiente.

No saguão do Palácio Anchieta foram expostos cerca de 14 mil copos de água descartáveis, que representavam o consumo de apenas dois dias úteis na sede do Legislativo no ano de 2018.

Desde fevereiro, o órgão público não compra mais copos plásticos, iniciando uma campanha interna para que os funcionários tragam suas próprias garrafas e canecas. A medida fez com que o consumo de copos plásticos para água caísse 75% – antes, eram usados em média 153 mil recipientes por mês.

O objetivo é extinguir o uso de copos plásticos dentro do Legislativo paulistano, deixando de descartar cerca de 3 milhões de recipientes plásticos por ano – o número é a soma de copos de água e copinhos de café.

Série de matérias especiais: Banir os canudos plásticos é a solução? As opiniões de quem é contra e a favor da medida

Os trabalhos de conscientização são desenvolvidos pelo Comitê de Sustentabilidade, criado em agosto de 2018. Atualmente, o comitê também trabalha na conscientização sobre separação do lixo nas salas e gabinetes – a Câmara faz há anos a reciclagem, porém, cabia aos funcionários da limpeza fazer a separação dos resíduos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: