Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

MasterPact MTZ, disjuntor de baixa tensão, foi apresentado aos parceiros da Schneider Electric durante Innovation Day 2019, evento 100% focado em inovação.

Marcos Matias, presidente da operação brasileira da Schneider Electric
Marcos Matias, presidente da operação brasileira da Schneider Electric. Foto: Divulgação/Schneider Electric.

A transformação digital é o nosso presente. Esta foi a mensagem que a Schneider Electric Brasil proferiu aos seus parceiros durante o Innovation Day 2019, evento totalmente voltado à inovação que aconteceu na cidade de Campinas (SP) no último dia 25 de abril. A data também marcou o lançamento oficial no mercado brasileiro de uma nova solução da empresa: o disjuntor de baixa tensão MasterPact MTZ.

A Schneider Electric – líder global na transformação digital em gestão da energia elétrica e automação – sabe que o futuro, enfim, chegou. É importante ressaltar que a transformação digital não é apenas um processo em que novas tecnologias são agregadas às existentes, mas, sim, uma mudança profunda de paradigmas em relação à forma como nos relacionamos com o mundo.

No campo profissional, ela é uma realidade que já afeta tanto os meios de produção e de trabalho de indústrias e negócios, quanto à experiência do público consumidor. “Como podemos potencializar e digitalizar a economia e os nossos negócios? Como ser sustentável ao longo do tempo? Não podemos falar de economia sem falar de transformação digital, que já é o nosso presente”, disse Marcos Matias, presidente da Schneider Electric Brasil, durante a abertura do evento.

“Temos que entender que a década de 1990 conectou pessoas e isso impactou cada um de nós e de nossos negócios. Hoje em dia, as empresas estão se relacionando cada vez mais com a gente”, completou o executivo.

A tendência é que conceitos e soluções que acompanham a transformação digital sejam cada vez mais frequentes e inevitáveis para o desenvolvimento sustentável, como Indústria 4.0, Internet das Coisas (IoT) e Big Data. É uma nova onda tecnológica e digital que conecta ainda mais a sociedade às coisas.

“Estamos falando de 3 bilhões de pessoas que estão se conectando a 30 ou a 50 bilhões de coisas –  máquinas, produtos e equipamentos. É uma grande transformação que traz mais eficiência aos processos”, afirmou Matias.

Segundo ele, toda esta mudança gera uma enorme quantidade de dados – ou Data – que está sendo levada para a Nuvem (Cloud). Os Data Centers estão crescendo e recebendo todo tipo de informação. Mas, como cuidar e analisar cada uma delas?

“Temos relógios, braceletes, óculos e todo tipo de produto que leva informações nossa para à Nuvem – nosso estado de humor, saúde, geolocalização, movimentos, etc. Somos uma interminável fonte de dados”, comentou o presidente da Schneider Electric Brasil.

Transformação cultural

Schneider Electric Brasil durante o Innovation Day 2019
Maurício Schneider falou sobre megatendências e inovação durante o Innovation Day Campinas. Foto: Divulgação/Schneider Electric.

Para administrador e consultor Maurício Schneider, as tecnologias estão revolucionando o mundo dos negócios. Afinal, ela muda a forma como trabalhamos nos relacionamos, impactando pessoas, empresas e políticas públicas. A Indústria 4.0 é algo que está ocorrendo de uma forma muito rápida e gerando oportunidades, inclusive no Brasil.

“É preciso repensar as possibilidades. O que pode ser digital na sua empresa? Quais processos podem ser transformados para se beneficiarem com mais produtividade e eficiência? A tecnologia está aí para melhorar a vida das pessoas”, disse Schneider.

O consultor ressalta que as empresas podem aproveitar a transformação digital para se beneficiar não é só com tecnologia, mas com gestão em todas as áreas do negócio: gestão de pessoas, de custos, de fluxo de caixa, de estoque, comportamento de compra, perfil de cliente, tendências e tomadas de decisões estratégicas.

“Não existe apenas uma solução e, sim, diferentes abordagens que podem ser aplicadas. A transformação digital é uma transformação cultural”, afirmou.

Futuro elétrico

Schneider Electric Brasil durante o Innovation Day 2019
Evento contou com parceiros de diversos segmentos, principalmente indústria, tecnologia e varejo. Foto: Divulgação/Schneider Electric.

Tudo isso, no entanto, pode ser prejudicado se não houver uma alteração na matriz elétrica nacional. A energia é muito importante para a transformação digital, afinal estamos falando de um futuro que vai ser cada vez mais elétrico.

“Como dissemos, todas estas informações geradas são levadas aos Data Centers, que necessitam de energia para funcionar. Há seis anos, os Data Centers consumiam 2% da energia mundial, hoje, são 4%. Espera-se que até 2030 este percentual seja três vezes maior. Por isso a transformação está conectada à um futuro elétrico”, explicou Marcos Matias.

A demanda por energia elétrica leva para outro debate essencial para estes avanços: sustentabilidade e eficiência energética. A disponibilidade de energias renováveis, especialmente a energia solar que vem adaptando seus custos no mercado brasileiro, é fundamental para descentralizar a geração de energia e permitir que todos tenham acesso às fontes mais limpas.

Esta condição afeta, também, o processo de transformação das cidades em smart cities. “Este futuro elétrico mostra que a urbanização continua forte, as pessoas seguem migrando para as grandes cidades. As cidades inteligentes devem conectar smart buildings, realizar o gerenciamento dos edifícios inteligentes, a gestão de recursos naturais e de saneamento, ampliar a frota de veículos elétricos, etc.”, elencou Matias.

Para o executivo, mais do que gerenciar, é preciso colocar estes recursos à disposição dos cidadãos. É por isso que eficiência energética, sustentabilidade e, claro, transformação digital foram de fato palavras-chave no evento promovido pela Schneider Electric Brasil em Campinas.

Veja também: Schneider Electric destaca gestão de energia para veículos elétricos

MasterPact MTZ

Lançamento do MasterPact MTZ
Lançamento do MasterPact MTZ foi feito por Marcos Matias e Klecios Souza. Foto: Divulgação/Schneider Electric.

O Innovation Day 2019 marcou o grande lançamento da Schneider Electric no ano. O MasterPact MTZ, disjuntor de baixa tensão, é um produto inteligente que foi pensado para prover uma experiência digital completa, totalmente voltada para a IoT e a Indústria 4.0. Com ele, é possível gerir redes elétricas de indústrias e grandes instalações com a facilidade de um smartphone.

O equipamento oferece precisão classe 1 para medição de energia, mais resistência para ambientes agressivos (aqueles com temperaturas muito elevadas ou muito baixas, locais sujeitos à altas vibrações), customização a qualquer hora por meio de módulos digitais (aplicativos), rápido reestabelecimento de energia no caso de quedas e integração com outros produtos e plataformas de software da Schneider Electric, como o EcoStruxure.

“O MasterPact MTZ traz a realidade do mundo moderno para a indústria. Atualmente tudo está conectado por meio de dispositivos móveis e com o MTZ não é diferente. Ele permite uma interface de interação da rede elétrica com o usuário, de forma dinâmica e intuitiva. Com suas tecnologias embarcadas, todas as etapas do projeto, desde a concepção, configuração, compra, operação e manutenção, são otimizadas por meio dos recursos digitais do equipamento”, afirmou Klecios Souza, vice-presidente de Building da Schneider Electric Brasil.

O disjuntor pode ser aplicado em geradores e painéis elétricos para diversos segmentos, por isso sua customização 24×7 de acordo com as necessidades do usuário é importante. A qualquer hora e momento, o gestor pode habilitar novas funções no produto, que aumentam e melhoram a proteção, a medição de energia e que fornecem informações de manutenção e diagnóstico.

Durante o lançamento, a Schneider Electric ressaltou o poder econômico do MasterPact MTZ. Ele contribui para um melhor gerenciamento de custos, uma vez que fornece dados precisos sobre consumo de energia e necessidade de manutenção preditiva, além de evitar paradas de operação ao permitir rápido restabelecimento da energia em caso de falha.

“Somos uma empresa que conta com mais de 8 mil engenheiros de pesquisa e desenvolvimento em todo o mundo, convertendo ideias ousadas em realidade e desenvolvendo produtos e soluções conectadas, eficientes e sustentáveis, para lidar com os principais desafios de transformação digital. Com base em pesquisas direcionadas às necessidades do mercado somadas aos conceitos de conectividade e IoT é que o MasterPact MTZ foi concebido”, completou Souza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: