Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Principal produto da empresa é o StoTherm, que garante um alto nível de qualidade, sustentabilidade e design para a fachada de edificações.


green yearbook


sto
Empresa atua no mercado brasileiro de construção, com foco em sustentabilidade e desempenho. Foto: Divulgação/Sto.

A Sto – empresa atua com sistemas de revestimentos com isolamento térmico (EIFS) para fachadas, paredes e acabamentos externos de construções – chegou ao Brasil em meados de 2014 para suprir uma demanda em decorrência ao lançamento da norma técnica ABNT NBR 15575 – Edificações Habitacionais – Desempenho, que estabelece as condições de conforto em empreendimentos residenciais.

As soluções unem tanto valores sustentáveis quanto estéticos às edificações e resultam em uma alta qualidade, durabilidade e eficiência. Os produtos Sto também apresentam alto nível de sustentabilidade, melhorando o conforto térmico no interior dos edifícios e a qualidade do ar, além de, consequentemente, diminuir os custos com energia elétrica em razão do menor consumo de ar-condicionado.

William Medeiros, gerente de vendas, marketing e atendimento ao cliente da Sto Brasil, ressalta a importância de especificar materiais e soluções sustentáveis. Segundo ele, as construções brasileiras ainda gastam, majoritariamente, uma enorme quantidade de materiais, recursos naturais e geram resíduos e desperdícios durante as obras.

“Mesmo alguns sistemas construtivos secos que, teoricamente, são mais sustentáveis ainda não atingiram um excelente nível de eficiência. Muitas obras com estes sistemas apresentam patologias que fazem com que a edificação tenha que passar por reformas para remediar os problemas. Isso também não é sustentável, afinal, é um retrabalho que vai consumir ainda mais recursos e gerar custos”, afirma o executivo.

StoTherm

sto therm
Soluções da Sto melhoram condição térmica de edificações. Foto: Divulgação/Sto.

O carro-chefe da empresa é a solução StoTherm. Trata-se de um sistema voltado para o revestimento de fachadas, que proporciona isolamento térmico contínuo para a edificação, tornando-a mais sustentável em muitos aspectos.

“É um sistema de revestimento multicamadas com isolante térmico e acabamento de fachada, que pode ser instalados na maioria dos materiais utilizados na construção civil. Este produto é popularmente conhecido no setor como ‘reboco sintético’. É o único sistema de revestimento para fachadas que protege, isola e valoriza, com uma variedade de formas, cores e texturas em qualquer estilo arquitetônico”, explica William.

Há duas versões da solução disponíveis no mercado que atendem diferentes métodos construtivos. O StoTherm Classic é utilizado em construções em alvenaria, enquanto o StoTherm NExT é a opção adequada para construções secas, feitas a partir de steel frame ou wood frame.

Ambas possuem seis camadas de materiais leves, que não causam fissuras nas fachadas – nos casos de edifícios em alvenaria – e proporcionam várias possibilidades de acabamento.

O isolamento térmico protege o interior da construção contra agressões que surgem de fora, atuando como uma espécie de pele do prédio. Os componentes que compõem os sistemas criam uma barreira que impedem tanto a transmissão de calor quanto de frio, garantindo temperaturas mais agradáveis aos usuários.

Consequentemente, isso afeta a necessidade de soluções de climatização artificial. “Com o StoTherm é possível economizar até 40% do consumo de energia elétrica, graças à redução do uso de ar-condicionado no interior do edifício. O sistema também proporciona benefícios durante a etapa de construção, como economia no uso de água e diminuição da geração de resíduos”, afirma o gerente da Sto Brasil.

Em um edifício de 5 mil m², por exemplo, os métodos tradicionais de revestimento de fachadas consumem cerca de 80 m³/litros de água limpa. Com os sistemas StoTherm este número cai até 90%, ou seja, 10 m³/litros de recurso hídrico.

As principais vantagens no uso da solução são:

  • Proteção térmica de até 50% maior que a tradicional, melhorando o conforto ao usuário;
  • Redução dos custos de energia do edifício em operação, graças à eficiência térmica alcançada;
  • Proporciona um canteiro de obras mais sustentável, diminuindo o consumo de água e de emissões de dióxido de carbono;
  • Menor peso por m² de fachada, podendo reduzir o peso da construção em até 80%;
  • Design livre, tanto em formas quanto em acabamentos;
  • Maior proteção da fachada e aumento da vida útil da edificação devido a durabilidade do sistema.
O conteúdo completo desta matéria poderá ser conferido no Green Yearbook 2018 – Certificações e Sustentabilidade no Brasil. Acompanhe o Going Green Brasil para mais conteúdos exclusivos do Anuário nos próximos dias. Para saber como participar envie uma mensagem pelo e-mail info@goinggreen.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: