Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Autoridades dos três Poderes passarão pela Barra da Tijuca para discutir a recuperação da economia, importância e futuro da construção civil durante o ENIC.

enic
ENIC – Encontro Nacional da Indústria da Construção. Foto: Pixabay/Michael Gaida_1210677.

A indústria da construção vai se reunir no Rio de Janeiro para discutir o cenário atual da economia brasileira e o futuro do setor. O 91º Encontro Nacional da Indústria da Construção (ENIC) acontece de 15 a 17 de maio – de amanhã até sexta-feira – no Windsor Expo Convention Center Barra da Tijuca.

Promovido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), o ENIC é o principal evento do calendário anual da indústria da construção e será realizado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Rio de Janeiro (Sinduscon-Rio), em parceria com a Associação de Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi-RJ) e do Serviço Social da Indústria da Construção do Rio de Janeiro (Seconci-Rio).

Sua programação combina o debate de temas técnicos de interesse da construção e assuntos da agenda nacional – os painéis técnicos do ENIC têm correalização com o SESI e o SENAI Nacional.

Debates sobre sustentabilidade

A programação conta com debates voltados para a sustentabilidade. Confira abaixo:

  • Lei Geral do Licenciamento Ambiental e Segurança Jurídica – painel que ocorre no dia 16 e irá analisar aspectos para a simplificação dos procedimentos no licenciamento ambiental de empreendimentos do setor da construção civil, especialmente aqueles voltados para a indústria imobiliária;
  • Fatos e Provocações: desafios e experiências de IOT e Smart Cities no mundo para o Brasil – também no dia 16, os participantes irão debater o papel das novas tecnologias nas cidades, nos ecossistemas, nas empresas e sociedades; o desafio de preparar o setor da construção civil para atuar com as novas tecnologias e preparar as edificações novas e existentes para se conectar às cidades inteligentes, atender as expectativas do mercado imobiliário e aos compromissos com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS);
  • Caminhos para a Expansão do Saneamento. Inovações e Oportunidades – já no dia 17, especialistas apresentaram o retorno do investimento na implementação de tecnologia e inovação de modelagem hidráulica com indicadores de aumento de eficiência. O diagnóstico presente dos serviços de saneamento reclama medidas efetivas para seu desenvolvimento no país, seja por meio de modelo público seja do privado;
  • Negócios Verdes – Tendências e Soluções para Condomínios Solares e Edifícios Net Zero – para encerrar a programação do dia 17, este painel irá apresentar indicadores do uso de tecnologias sustentáveis para aumento da eficiência, diminuição dos custos de obras e pós-obras, além do impacto da rentabilidade do seu negócio.

Conheça a programação completa. Mais informações e inscrições podem ser vistas pelo site oficial do evento.

CBIC lança nova plataforma

A Câmara Brasileira da Indústria da Construção aproveitará o ENIC para lançar uma ferramenta que promete ser inovadora. A plataforma digital Construção 2030 visa analisar as novidades e transformações que moldarão a indústria no futuro.

Entender as mudanças pelas quais o setor passará nos próximos anos é essencial para que as empresas possam planejar seus passos e se adaptar da melhor forma possível.

O sistema será liberado na versão beta, podendo ser acessado de maneira on-line. A ferramenta permite estudar as futuras mudanças na área de construção de habitações, como explica Fábio Queda, consultor da CBIC e supervisor técnico do Construção 2030.

“A partir das grandes transformações nas necessidades das pessoas e das tecnologias de construção, poderemos navegar os sinais que já estão entre nós em diferentes níveis de maturidade, espalhados por todo o mundo”, diz.

O sistema reúne mais de uma centena destes sinais, que vão de protótipos e provas de conceito até produtos comercializáveis em pequena e larga escala. Estes foram agrupados em cinco grandes transformações de necessidades e usos, bem como em três categorias de transformações nas tecnologias.

“A navegação permitirá entrar por qualquer das oito categorias de transformações e mover entre eles de forma natural”, adianta Queda.

Para o consultor, a plataforma oferecerá vantagens tanto para empresas maduras quanto startups e empreendedores que pensam em iniciar um negócio inovador na construção de habitações.

“A plataforma permite visualizar as interações entre estes sinais para atender as novas demandas e necessidades dos clientes. Será possível antecipar transformações tecnológicas e entender os seus impactos para os negócios do setor”, explica.

O Construção 2030 foi criado em 2018, a partir de um estudo de futuro para o setor de construção de habitações. A partir desse estudo, foram construídas duas curvas de transformações. A primeira mostra como os elementos dominantes de hoje devem dar lugar, no futuro, aos resultados dessas mudanças. A outra projeta os sinais de futuro se tornando os elementos dominantes em 2030.

A plataforma foi construída pela CBIC, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai Nacional).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: