Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Desempenho Acústico das Lajes Nervuradas é o melhor entre os tipos de laje de concreto, em atendimento à NBR 15575



laje nervurada atex

As lajes nervuradas tem em si uma qualidade intrínseca relacionada à questão da sustentabilidade. Por reduzir o uso de materiais na obra, por utilizar menos concreto e ferro, por permitir a reutilização das formas, a construção por lajes nervuradas leva vantagem sobre outros modelos estruturais.

Mas o que dizer quando a questão é o desempenho acústico e o atendimento às normas de desempenho?

Em vigor desde 2013, a nova Norma de Desempenho de Edificações (NBR 15575), trouxe atualizações importantes para garantir a qualidade e a segurança das obras e edificações.

Além de tratar da qualidade dos produtos da construção civil, ela zela pela sua utilização pelos consumidores. Não é a toa que esta norma está se tornando um dos principais indicadores de desempenho e excelência de uma edificação.

Um dos aspectos da NBR 15575 diz respeito ao desempenho acústico, e que tem grande relevância quando falamos de lajes. Ela estabelece alguns critérios, buscando sempre a melhor utilização possível por parte dos usuários, que preveem itens como o isolamento acústico entre os pisos e ambientes, nível de ruído de impacto no piso, entre outros.

Um estudo* realizado por três pesquisadores da UNESC – Universidade do Extremo Catarinense – em 2016, analisou o desempenho acústico em diferentes tipologias de lajes: a laje pré-moldada convencional; a laje nervurada com forma plástica retornável, sistema utilizado pela Atex; a laje nervurada com EPS (espécie de isopor); e a laje maciça.

Os experimentos foram realizados em locais de ruídos externos entre 50 e 53 decibéis (o que equivale a uma rua tranquila) e foram feitas medições sobre o ruído de impacto nas diferentes tipologias de lajes. O resultados obtidos podem ser observados nos gráficos abaixo.

Gráfico: Comparativo geral entre as tipologias de lajes

desempenho laje nervurada
Fonte: Fonte: ANALISE EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO ACÚSTICO DE RUÍDO DE IMPACTO EM DIFERENTES TIPOLOGIAS DE LAJES*

O melhor desempenho ficou com a laje nervurada com formas plásticas, com 75,64 dB, seguida pela laje nervurada com EPS, com 77,58 dB, da laje maciça, com 79,26 dB e da laje pré-moldada convencional com 83,15 dB, já acima do desempenho mínimo da Norma, que é de 80 dB como limite.

No caso das lajes nervuradas realizou-se medições em três pontos, na região da forma (plástica ou EPS), na nervura da laje e nos capiteis (região da laje reforçada ao redor do pilar). O próximo gráfico analisa o comparativo dos resultados desconsiderando as regiões de capitel nas lajes nervuradas. Mesmo neste caso, os resultados a laje nervurada com forma de plástico, processo da Atex, teve o melhor desempenho.

Gráfico: Comparativo geral entre as tipologias de lajes desconsiderando as regiões de capitel nas lajes nervuradas

desempenho laje nervurada
Fonte: ANALISE EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO ACÚSTICO DE RUÍDO DE IMPACTO EM DIFERENTES TIPOLOGIAS DE LAJES*

Segundo os pesquisadores, o resultado foi obtido puramente da máxima medição do decibelímetro, porém foram utilizados os parâmetros de norma para comparação entre as lajes e para garantia de conforto ao usuário.

Desta forma, resta claro que as lajes nervuradas Atex apresentam ótimo desempenho acústico, sendo portanto, mais um diferencial importante em projetos de excelência e que devam atender aos mais exigentes requisitos de desempenho.

 

*Fonte do estudo: ANALISE EXPERIMENTAL DO DESEMPENHO ACÚSTICO DE RUÍDO DE IMPACTO EM DIFERENTES TIPOLOGIAS DE LAJES – por Mariane Raichaski Silvano; Alexandre Vargas; Patrícia Allem, 2016 – UNESC – Universidade do Extremo Sul Catarinense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*

%d blogueiros gostam disto: